Cultura,Geral

Campanha orienta sobre fogos de artifício nesta época do ano

Foto: Divulgação

Flávio José Brugnago

Flávio José Brugnago é Editor chefe do JDV e na bagagem carrega mais de 40 anos de profissão. 

Uma em cada 10 pessoas tem um de seus membros superiores amputados ao manusear fogos de artifício. E dos cerca de 120 mortos nos últimos anos, mais de 24 eram crianças com menos de 14 anos de idade. Com base nesses e em outros dados alarmantes, é que 6 de junho foi instituído como o Dia Nacional da Luta contra Queimaduras. Atenta à importância desta causa, a Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) lançou uma campanha em todos os seus canais de comunicação para conscientizar a população sobre como prevenir os altos índices de traumas e queimaduras durante as festas juninas e julinas.

A campanha é feita em parceria com a Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão (SBCM) e Conselho Federal de Medicina (CFM) e conta com o apoio do Ministério da Saúde e Associação Médica Brasileira (AMB). "Em respeito à cultura da queima de fogos de artifícios no Brasil, nosso objetivo não é condenar, mas sim orientar e conscientizar sobre a uso e manuseio corretos dos explosivos pelos adultos, e bombinhas e estalinhos pelas crianças. Afinal, as festas de São João são sinônimo de diversão e alegria para toda família", reconhece o presidente da Comissão de Campanhas Públicas da SBOT, Sandro Reginaldo.