Educação,Especiais,Meio Ambiente

Escola Atayde Machado faz trabalho sobre a preservação das abelhas

Foto: Divulgação

Carla Nunes

Carla Nunes é jornalista, cronista e faz parte da equipe do JDV. Nas horas vagas escreve sobre relações, relacionamentos e conexões diversas. Você pode acompanhá-la também pelo Youtube: https://www.youtube.com/user/carlarob010/about

 

Na sexta-feira (9), os alunos da Escola Atayde Machado, no Bairro Czerniewicz, tiveram uma manhã divertida e muito doce. O estabelecimento recebeu profissionais de uma imunizadora que proferiram palestra de conscientização sobre a importância das abelhas. O gerente operacional da imunizadora, José Carlos Araújo, conta que a empresa é constantemente chamada para exterminar abelhas porque muitas vezes elas são vistas como pragas.

“Nós somos constantemente chamados para fazer o extermínio de abelhas, pois muitas vezes são tidas como pragas e não são, por isso estamos aqui para conversar e conscientizar desde a infância sobre a importância da espécie para a humanidade”, explicou Araújo. A professora Raquel de Medeiros de Borba, responsável pela iniciativa, disse que ao estudar sobre as abelhas ela também ficou surpresa com as descobertas. “Nós começamos em março um estudo sobre as abelhas e durante a pesquisa descobrimos a abelha nativa, que a gente nem sabe que são abelhas, pois elas são diferentes, foi quando soubemos inclusive que as pessoas tentam exterminá-las acionando o controle de pragas”, conta a professora.

A diretora Rita de Cassia menciona que a escola é muito aberta a novas iniciativas e principalmente trazer experiências externas para dentro da escola. “Nós ficamos muito felizes em abrir as portas trazendo para dentro do nosso espaço a pesquisa, o conhecimento científico, a interação e o envolvimento dos alunos”, comemora a diretora. No final da palestra as crianças fizeram perguntas, deram depoimentos e até experimentaram o produto das abelhas, o mel, e segundo a professora Raquel, elas adoraram a experiência.