Menu
Segunda-feira | 18/12/2017 « Voltar
Coluna 06/12/2017

O que fazer com o 13º Salário

Caro leitor, o que irás fazer com seu 13º Salário? Pagar dívidas? Fazer compras? As respostas para estas perguntas são individuais e únicas para cada leitor, tudo depende de que momento financeiro o leitor está passando. Importante lembrar que no mês que estamos e já nos primeiros meses do ano que vem, principalmente, janeiro e fevereiro, o leitor tem os gastos adicionais com as festas de fim de ano, as despesas das férias, os impostos (IPTU e IPVA), e não esquecer dos leitores que tem filhos, também a despesa com os materiais escolares.

É por isto que este dinheiro extra a ser recebido, pode e deve ser utilizado para ajudar/aliviar as dívidas e despesas do início do ano que está por vir, e lembre-se sempre de respeitar o orçamento e o padrão de vida que sua família pode ter neste momento. Se puderes, deves poupar grande parte do seu 13º ou pelo menos um %, ainda que apenas 5% ou outro percentual que puderes, mas com o objetivo de utilizar este dinheiro daqui um certo tempo, pode ser a aquisição de algum bem, ou pagar parte do valor daquela viagem tão sonhada, e o melhor o rendimento irá ajudá-lo.

Abaixo seguem 3 opções do que pode ser feito com o 13º salário:

1º opção - Pagar dívidas: Este dinheiro não deve ser a solução dos seus problemas, pois, suas contas mensais devem caber dentro do seu orçamento financeiro mensal. Antes de resolver pagar as dívidas com todo o seu 13º, faça uma análise criteriosa de cada uma delas, tais como, taxa de juros de cada uma delas, prazos, quantidade de parcelas. Duas estratégias que deves ter como padrão: pagar as dívidas que possuem os juros mais altos e as que possuem como garantia um bem que tenha risco de ser tomado (exemplos: carro e automóvel).

2º opção - Compras de final de ano: Esta é a opção preferida de grande parte dos brasileiros. O ideal seria a inclusão das despesas com a ceia de Natal e os presentes já no orçamento financeiro do mês de dezembro, sem utilizar o 13º salário, contudo, sei que isto é um hábito que poucos possuem, então, que tal utilizar apenas um percentual pré-definido do 13º para esta opção. Como sugestão, que tal usar apenas 20% do 13º com as compras de final de ano. É claro que a decisão é individual, mas faça-a com prudência e diligência.

3º opção - Poupar e investir: Se o leitor não possui dívidas, a melhor opção é guardar um percentual expressivo (sugestão: 60%) do seu 13º, e investi-lo em algum produto financeiro.

Por último, o uso do 13º salário é uma decisão que compete ao leitor, porém, sugiro que pré-determine percentuais para as opções acima, e as faça. Segue abaixo, três sugestões, é claro que existem outras opções de percentuais:


Cristiano Mahfud Watzko

« Voltar
Jornal do Vale do Itapocu - Tel.: (47) 3275-0633 | 3371-1182 - Rua 25 de Julho, 1936 - Jaraguá do Sul - SC Desenvolvido por Empresadois