Menu
Quinta-feira | 19/04/2018 « Voltar
Coluna 13/12/2017

Renovação

ELEIÇÃO – Na terça-feira, 19 de dezembro, a Câmara de Vereadores de Jaraguá do Sul fará a eleição da Mesa Diretora. O nome da vez para a presidência é do vereador Anderson Kassner, o mais bem votado em 2016. Faz parte do acordo. O presidente Pedro Garcia já abriu o voto e disse que vai cumprir com a palavra. Mas, eleição é eleição. Mesmo com a maioria na base, as zebras sempre rondam nesses momentos decisivos. Já aconteceu várias vezes na Câmara de Jaraguá do Sul. Sempre é bom ficar com os pés atrás e não comemorar antes do tempo. Prudente, Anderson mantém a cautela.

PAUTA CHEIA – O período ordinário de sessões do ano legislativo está terminando e uma penca de projetos está em pauta, alguns polêmicos, como o que reajusta a planta genérica de valores para efeito de cobrança do IPTU. No total, mais de 35 projetos para serem votados. Já se fala em convocação para sessões extraordinárias. Enquanto a pauta segue, o Legislativo aguarda da justiça o resultado da defesa da Comissão Processante sobre a liminar concedida em favor do vereador Arlindo Rincos, alvo da investigação. O presidente da Comissão, Marcelindo Gruner, está na expectativa.

INDICAÇÕES – Nada menos do que 1.793 indicações foram apresentadas e aprovadas pelos vereadores até o final de novembro. É um número alto e se houvesse recursos para atendê-los, seriam necessários R$ 265 milhões, no cálculo da Associação Empresarial de Jaraguá do Sul. O líder do governo Marcelindo Gruner é o campeão em indicações (295), depois vem Dico Moser (275), Anderson e Magal com 251 indicações cada, Juraszek (180) e Jaime (137), citando os maiores. Os vereadores mais experientes, Pedro Garcia e Ademar Duwe, apresentaram 61 e 22 indicações cada.

PROJETOS – Em contrapartida, o presidente Pedro Garcia foi quem mais apresentou, no ano, projetos de lei ordinária (24), Juraszek e Anderson 18 cada um, Marcelindo 13, Arlindo e Dico Moser 12. A maior parte para nomes de rua porque vereador não pode apresentar projeto de ordem financeira, prerrogativa que cabe ao Executivo. Os números foram mostrados pelo presidente Pedro Garcia para a imprensa e para a Associação Empresarial, esta semana. Na Acijs, foi cobrada da Câmara para que os debates sejam direcionados para questões mais relevantes para o município.

BIOMETRIA – Corupá com 86,90% e Jaraguá do Sul com 78,80% de revisão do eleitorado e cadastramento biométrico, alcançaram bons índices até a data limite estabelecida pelo TRE-SC, que foi dia 7 de dezembro. Os dados ainda não são definitivos e serão atualizados após o cancelamento dos títulos eleitorais daqueles que não compareceram à revisão, processo já está em andamento, segundo o TRE de Santa Catarina. Quem não compareceu dentro do prazo de revisão ainda tem chance de regularizar a situação eleitoral sem a cobrança da multa. Agendamento pelo site do TRE-SC.

BLUE ZONES – Em agosto, técnicos e dirigentes do Blue Zones Project e da empresa Healthways conheceram várias iniciativas de Jaraguá do Sul para a melhoria da qualidade de vida e a elevação dos indicadores de longevidade da população. O assunto não ficou esquecido. Os norte-americanos levaram as informações colhidas e uma equipe local liderada pela Fiesc/Sesi, Prefeitura e Acijs continua trabalhando o projeto para tornar a cidade a primeira da América Latina com o selo. O custo é elevado, mas já existem fontes para bancar. O grupo local aguarda os valores dos americanos.

BLUE ZONES 1 – Mas, com ou sem os americanos, a cidade deve abraçar o projeto. Na sexta-feira propostas serão avaliadas pelo grupo local. No dia 22, pela manhã, no Sesi, os atores locais se reúnem novamente e poderão bater o martelo. Tudo está bem encaminhado e no devido tempo à comunidade será informada. Jaraguá do Sul poderá receber o selo Blue Zone, a primeira cidade fora dos Estados Unidos, onde a realidade é diferente da nossa. É um projeto muito bom e de resultados em médio e longo prazo.

RENOVAÇÃO – A Associação Empresarial de Jaraguá do Sul confirma para 19 de fevereiro a assembleia para a renovação da diretoria. Giuliano Donini está fechando o segundo mandato e não pode ser reeleito. Não foi lançado ainda nenhum nome à sucessão, mas um é cotado: Anselmo Ramos. É um diretor muito presente e não será surpresa se liderar a chapa. É uma percepção da coluna, nada oficial.


Flávio José Brugnago

« Voltar
Jornal do Vale do Itapocu - Tel.: (47) 3275-0633 | 3371-1182 - Rua 25 de Julho, 1936 - Jaraguá do Sul - SC Desenvolvido por Empresadois