Menu
Segunda-feira | 22/01/2018 « Voltar
Notícia . Especiais 29/11/2017
Comunidade Sagrada Família, do Braço Direito, foi o local de realização da cerimônia dos 140 anos de imigração italiana à Colônia Luiz Alves. Foto: FJBrugnago/JDV

Celebração dos 140 anos da imigração reúne grande público

A Comunidade Sagrada Família, do Braço Direito, foi o local das comemorações dos 140 anos da imigração europeia à Colônia Luiz Alves, particularmente a italiana que veio em maior número. O primeiro ato foi à celebração litúrgica presidida pelo Padre Luiz Bazzanella, em italiano e português e contou com a presença da delegação da Itália liderada por Luca Luchetta e, também, do cônsul para o Paraná e Santa Catarina, Raffaele Festa, que estava acompanhado de familiares.

Durante toda a celebração animada pelo Coral Fratelli d`Italia (Guaramirim), Celeste Scardanzan, ficou no altar trajado com o fardamento alpino autêntico da 1ª Guerra Mundial, com roupas grossas de lã para estancar o frio inclemente das montanhas durante o inverno. Foi uma das atrações. As bandeiras foram trazidas ao altar pelo cônsul Raffaele Festa, pelo prefeito Sésar Tassi e pelo descendente de imigrantes Francisco Ronchi, de 92 anos.

O segundo ato foi no salão da Comunidade, onde Luca Luchetta leu o histórico de Don Antonio Della Lucia, lembrado no ato comemorativo pelo fato de ter fundado a primeira cooperativa de leite na Itália, ideia que os imigrantes trouxeram para Luiz Alves, tendo fundado a leiteria ao lado da Capela Sagrada Família, onde ainda estão os escombros e uma placa agora a identifica.

Segundo o relato de Luca, Don Antonio sem descuidar-se da sua missão espiritual, se empenhava no melhoramento das condições sociais e humanas das pessoas que conviviam ao seu lado. Na solenidade se pronunciaram, também, o deputado Vicente Caropreso como representante do COMITES (comitê que representa os oriundi fora da Itália), o prefeito Sésar Tassi e o cônsul Raffaele Festa. O cônsul reconheceu a importância histórica dos 140 anos da imigração a Luiz Alves e a preservação da identidade e da tradição italiana na região. O Coral de São Bento do Sul animou a cerimônia histórica.

Cônsul da Itália foi recepcionando domingo na Chiesetta Alpina

O cônsul Raffaele Festa, com jurisdição sobre o Paraná e Santa Catarina, visitou no final da tarde/noite de domingo Jaraguá do Sul. A recepção foi na Chiesetta Alpina onde participaram representantes das associações italianas da região - trentinas e bellunesi - e os prefeitos de Jaraguá do Sul, Guaramirim, Schroeder, Massaranduba e São João do Itaperiu. O Coral Municipal de Jaraguá do Sul entoou os hinos do Brasil e da Itália e outras canções, incluindo o da Chiesetta Alpina que lembra que a de Jaraguá do Sul é inspirada na milenar São Simão, em Vallada Agordina, Belluno, Itália.

Falou no ato Vicente Caropreso (pelo COMITES), Vicente Donini como membro do comitê da construção da Chiesetta, Giuliano Donini pela representação econômica da cidade e região e o prefeito Antídio Lunelli. O diplomata Raffaele Festa encerrou os pronunciamentos elogiando a iniciativa de lembrar-se dos imigrantes por meio do monumento construído no Morro Boa Vista e a acolhida que teve. Um jantar no salão de festas da Chiesetta confraternizou os convidados.


« Voltar
Jornal do Vale do Itapocu - Tel.: (47) 3275-0633 | 3371-1182 - Rua 25 de Julho, 1936 - Jaraguá do Sul - SC Desenvolvido por Empresadois