Geral,Região,Religião

Campanha da fraternidade ecumênica começa na quarta-feira

Foto: Divulgação

Começa amanhã, 17 de fevereiro, a Campanha da Fraternidade 2021. Ela é parte da programação da Igreja Católica para um período de 40 dias (que inicia na quarta-feira de cinzas e termina na Páscoa, daí a origem do nome quaresma) e existe desde 1964, tendo sido criada pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, a CNBB.

Em linhas gerais, a Campanha da Fraternidade tem como objetivo conduzir o povo católico a refletir sobre algum problema concreto brasileiro nos âmbitos da saúde, do meio ambiente, da família, dentre outros.

Leia Mais:

A cada cinco anos, sua propositura não é apenas católica: é ecumênica, ou seja, tem apoio e engajamento de várias outras igrejas cristãs que entendem a importância da comunhão e da partilha de experiências – também de gestos concretos.

Assim, é endossada pelo Conselho Nacional de Igrejas Cristãs, o CONIC. Além de ser uma importante ferramenta formativa e de engajamento, uma Campanha da Fraternidade Ecumênica oportuniza o diálogo entre diferentes convicções e pode ser palco para a construção de uma verdadeira cultura de paz.

O tema deste ano é: “Fraternidade e Diálogo: compromisso de amor” e o lema: “Cristo é a nossa paz. Do que era dividido fez uma unidade”, (Ef 2,14a).