Coronavirus

Entenda como descartar corretamente resíduos de pessoas contaminadas pela Covid

Foto: Divulgação

Uma postagem em rede social e compartilhada por moradores de Jaraguá do Sul está gerando dúvidas em relação ao descarte de resíduos sólidos de famílias onde há pessoas contaminadas pela Covid-19. A nota sugere que o lixo do doente seja separado, pulverizado com desinfetante e identificado com uma fita vermelha.

Leia mais:

O Samae esclarece que esta divulgação não foi gerada pela autarquia da Prefeitura de Jaraguá do Sul e que tampouco a medida foi adotada no município, onde a coleta de resíduos domésticos e recicláveis é feita pela empresa Ambiental, sob a gestão do Samae.

A engenheira sanitarista e gerente de Resíduos Sólidos, Morgana Decker, explica que a principal recomendação para as pessoas que estão com Covid-19 é descartar todos os resíduos no lixo comum, evitando a separação dos recicláveis pelo menos no período em que estiver na quarentena.

“Isso porque, o material reciclável é destinado para as cooperativas, onde ocorre o manuseio dos itens para triagem e separação, enquanto que o lixo comum coletado segue diretamente para o aterro sanitário de Mafra, onde não ocorre o contato e o manuseio por outras pessoas”, enfatiza.

Outra recomendação é que, se possível, o descarte destes resíduos seja feito em sacos duplos, evitando que haja o rompimento, por animais. Assim, evita-se que os coletores tenham contato direto com estes resíduos.

Além disso, desde o início da pandemia, o Samae tem alertado a população para o descarte correto de itens muito utilizados neste período que são as máscaras e as luvas descartáveis. “Estes, também, não devem ser destinados à coleta seletiva”, diz ela.