Especiais

Festa de rei revive a bela tradição na Sociedade Alvorada

Foto: Divulgação

Outubro será um mês emblemático para o Rio Cerro I e II. No dia 28 daquele mês aquela região comemorará 120 anos de colonização pelos povos não iberos, ou seja, pomeranos e alemães, a maioria provenientes do Rio do Testo, atual Pomerode. Os bairros possuem sociedades de atiradores muito ativas.

No dia 8, sábado, a Sociedade Alvorada, antigo Salão Gumz, realizou a festa de rei. Mário Küster foi o rei em 2019 e Adolar Mathias e Eno Peter os cavalheiros. A marcha foi conduzida pelo comandante Romeu Nitzke, com a recepção sendo feita por Curt Hass, Marcelo Prochnow e Waldir Mathias.

Melodia Show, de Blumenau, animou o evento. O café colonial foi preparado pela equipe de Gatti Ehlert, do Rio da Luz, com receitas da cozinha teuto-brasileira. A Sociedade Alvorada já tem 71 anos de história, mantendo vivo o patrimônio do schützenverein. (Com a colaboração do historiador Ademir Pfiffer)