Economia,Estadual,Geral,Guaramirim,Jaraguá

Santa Catarina segue entre os estados que mais geram empregos no Brasil

Foto: Divulgação

Santa Catarina registrou uma ampliação de 86,8 mil postos formais de trabalho no primeiro trimestre de 2021. O resultado é o maior saldo de empregos para os três primeiros meses do ano em toda a série histórica, iniciada em 2004. Os dados do Caged foram divulgados na quarta-feira (28) pelo Ministério da Economia, e analisados pela Gerência de Políticas de Emprego e Ocupação, da secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável.

Leia mais

O estado abriu 20.729 vagas formais de trabalho em março, resultado de 125.425 admissões e 104.696 demissões. Esse é o terceiro melhor desempenho do país em volume de carteiras assinadas, atrás apenas de São Paulo (+50.940) e Minas Gerais (+35.592).

O saldo de empregos em março em Santa Catarina também representa um avanço significativo em relação ao mesmo mês do ano passado, que apresentou fechamento de 7.039 vagas.

No primeiro trimestre deste ano, Santa Catarina ampliou em 4,03% o estoque de trabalhadores com carteira assinada, o maior crescimento relativo dentre as Unidades da Federação e bem acima da média nacional, cuja expansão foi de 2,13%.

Quando se trata dos últimos 12 meses, em termos relativos, Santa Catarina ampliou em 4,42% o estoque de trabalhadores com carteira assinada, apresentando um saldo de 75.233 carteiras assinadas.

Em março, os municípios que registraram os maiores saldos de emprego no mercado de trabalho foram, Joinville (3.623 postos), Blumenau (1.870) e São José (1.429). Jaraguá do Sul criou 1.241 novas oportunidades de trabalho.

Resultados

De acordo com o Novo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), o emprego celetista no Brasil apresentou crescimento em março de 2021, registrando saldo de 184.140 postos de trabalho. Esse resultado decorreu de 1.608.007 admissões e de 1.423.867 desligamentos.

O estoque que é a quantidade total de vínculos celetistas ativos, em março de 2021 contabilizou 40.200.042 vínculos, o que representa uma variação de 0,46% em relação ao estoque do mês anterior. No acumulado do ano de 2021, foi registrado saldo de 837.074 empregos, decorrente de 4.940.568 admissões e de 4.103.494 desligamentos (com ajustes até março de 2021).

Em março houve 4.039 admissões e 2.798 demissões, com saldo de 1.241 novos postos de trabalho em Jaraguá do Sul. O saldo da soma do trimestre janeiro a março chega a 3.424 e considerando o período de um ano - abril 2020 a março 2021, gerou 1.642 novos vínculos.

A baixa decorreu pelos resultados negativos do ano passado. Guaramirim criou, em março, 203 empregos novos (864 admissões e 661 demissões) e no trimestre, mais 793 postos de trabalho. No período de um ano foram 424.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!