Praticando a Cozinha Terapia

 

Alo, alô, meus queridos leitores, Chef Gabriel Leoni, chegando aqui no JDV para falar de muita gastronomia, comida boa, receitas, dicas de cozinha, tendências e muito mais. Antes de mais nada é preciso deixar claro que agradeço demais pelo convite e me sinto extremamente honrado de poder fazer parte desse time de colunistas fantásticos.

Falar de gastronomia é algo muito natural pra mim e também muito prazeroso, assim como para muitas pessoas. A gastronomia envolve muito mais do que cozinhar, (acho que vocês já sabiam disso), e quando falamos dela, falamos um de universo mágico, de exploração dos sentidos, de conforto, memória afetiva e de momentos de prazer que, quando aliados a uma boa companhia, se tornam por muitas vezes momentos inesquecíveis.

Entretanto, nessa primeira publicação não posso deixar de tocar no assunto em voga do qual vivemos e nos perigos que rondam nossas vidas e de nossas famílias (sim eu sei o que vocês estão pensando, lá vai o Chef falar do tal do Corona), porém, pretendo ser breve e sucinto em relação ao assunto e logo vocês entenderão aonde pretendo chegar.

Em tempos de quarentena e de restrição do convívio social, nos voltamos cada vez mais para dentro de nossos casulos fortificados, muito por necessidade é claro, mas também por que somos pessoas conscientes e buscamos zelar pela nossa saúde, a de nossos familiares e de nossos semelhantes.

Como isso já é uma realidade que não é inerente as vontades frívolas, nos vemos em casa, agora mais do que nunca, e quando lá estamos, temos que em certo momento, cozinhar (sim queridos leitores chegamos no ponto que todos esperavam).

O grande ponto do qual gostaria de chamar a atenção de todos é sobre de que forma podemos encarar este ato tão singelo, muitas vezes encarado de forma banal, que entretanto possui um significado imenso. Eu sei que se trata de um instinto primitivo, porém, o ato de cozinhar e quando falo de cozinhar, estou me referindo a alimentar-se, é por muitas vezes muito mais do que nutrir o corpo, por assim dizer.

Cozinhar pode, e deve ser encarado também como terapia.

Cozinhar exige paixão, dedicação, esmero, detalhe, planejamento, mas também, leveza, carinho, descontração, PRAZER.

Para os que não são chegados, tudo vira um caos, (e não estou falando só das louças na pia). Escolher o cardápio, lavar os ingredientes, picar, cortar (sim eles são diferentes), pré-cozinhar, finalizar, empratar, sentar e ufa, finalmente sentar e apreciar.

Nesse sentido e assim como em muitas situações das nossas vidas, tudo pode e deve ser encarado com a perspectiva correta. Se tenho que me propor ao desafio, vou fazer o melhor, ou pelo menos, tentar. Cozinhar exige paciência, mas muito mais PRAZER em bem SERVIR ao próximo, assim como já dizia o velho clichê: - “A alegria do cozinheiro é ver um prato vazio”. Isso demonstra da forma mais honesta possível, o apreço pelo alimento preparado, a gratidão expressa em gesto, o mais sincero: - "Eu gostei".

Vivemos nossas vidas atribuladas e chegamos cansados em casa e muitas vezes não queremos nem chegar perto da cozinha. É muito compreensível, porém, quando a disposição estiver de pé, o animo lá no alto e as energias carregadas, vamos arregaçar as mangas e bora pra cozinha, preparar aquele almoço delicioso, ou aquela janta fantástica acompanhado de um bom vinho (Qual vinho? Aquele que você gosta), escutando a música que te agrada e fazendo vibrar dentro de si o mais profundo sentimento de paz, serenidade e amor por aquilo que está se propondo a fazer.

Vamos todos praticar a Cozinha Terapia, independente do momento em que vivemos, de quão difícil foi seu dia, de quão “corrida” é a sua vida, de quão “ruim” você se considera nas artes culinárias, ou seja lá qual for a sua desculpa para não colocar o avental, arregaçar as mangas e recriar seus pratos favoritos dentro da sua cozinha.

Aproveitemos este momento único na nossa história e saibamos como enxergar o copo meio cheio, e tenham a certeza que o chef aqui, vai estar todas as semanas te trazendo dicas especiais de como se tornar um verdadeiro mestre na cozinha, de como dominar seu fogão, ser mais ágil e organizado, escolhendo as receitas e técnicas certas para você impressionar a você mesmo e as pessoas que mais ama.

Desejo a todos um ótimo final de semana, muita paz, luz e comida boa, se cuidem, lavem as mãos sempre, bebam bastante e água e não esqueçam, Vamos Praticar a Cozinha Terapia.

Beijos do Chef

Gabriel K Leoni