Dicas Financeiras - Parte I.

Cristiano Mahfud Watzko

Graduado em Direito pelo Centro Universitário Católica de Santa Catarina, Pós-graduado (MBA em Direito Empresarial) pela SUSTENTARE - Escola de Negócios, com atuação na área de treinamento da Cassuli Negócios Corporativos.

Ver artigos

Caro (a) leitor (a), abaixo quero compartilhar a parte I das 14 dicas financeiras que acabei lendo num artigo nos últimos dias na internet. O título do artigo é: “14 dicas financeiras para quem tem entre 20 e 50 anos”.

            Se preocupar com fazer reserva de valor é muito importante para o jovem, enquanto os mais adultos devem se preocupar com o legado financeiro.

            Resumindo as dicas o artigo lido tinha as seguintes orientações: “Dos 20 aos 30 anos é momento em que muita gente entra no mercado de trabalho, se casa, tem filhos e por que não, começam a investir. Já dos 30 aos 40 anos geralmente é momento de ganhar mais dinheiro e investir na família. Após os 40, as pessoas devem aumentar suas rotinas de cuidados com a saúde, além de preocuparem com seus pais”.

            Vejamos as principais para cada faixa etária.

Dos 20 aos 30:

1 - Crie uma reserva de emergência: Quando se é jovem, muitas vezes é difícil poupar grandes quantias para casos de emergência, entre eles, a perda do emprego. É recomendável que o jovem nesta faixa etária tenha uma quantia guardada referente às despesas de seis meses em uma conta poupança ou aplicação de fácil resgate e liquidez, para que possa ser usada no caso de imprevistos, e tenha certeza, eles irão ocorrer.

2 - Acabe com suas dívidas do cartão de crédito ou saiba usá-lo com sabedoria: Entrar em dívidas no cartão de crédito é muito fácil. Se souberes usar com sabedoria o cartão de crédito, ele pode ser um excelente aliado. Somente esta dica, é matéria para um artigo. No próximo artigo, irei tratar sobre o cartão de crédito.

3 - Tenha o trabalho que você ama: Os jovens entre 20 e 30 anos devem aproveitar esta década para unir trabalho e amor. É neste momento que deves se questionar: “Este trabalho dos sonhos vai lhe fazer financeiramente inseguro? É por isso que você precisa criar um fundo de emergência”.

4 - Tenha uma previdência privada: Se você está com 20 anos, a previdência parece ser um longo caminho, mas saiba que “o tempo é seu melhor aliado”, sendo assim, se abrires uma previdência privada e se aposentar aos 65 anos, viverá tranquilamente até os 90, claro sempre lembrando de diversas variáveis a serem consideradas.

5 - Faça a viagem dos seus sonhos: Ainda que esteja em um período de muita “ralação”, aproveite e realize a viagem dos seus sonhos, mas claro, planeje-se financeiramente para fazer isso, e não se preocupe se você tiver que esperar um pouco antes de realizar um sonho destes, pois saiba que quando for realizá-lo, irá aproveitar muito mais.

Dos 30 aos 40:

6 - Adquira confiança nos investimentos: Aqui cito a orientação na íntegra que li no site: “Quando a pessoa passa dos 30 anos, ela já tem uma maturidade melhor para lidar com seus investimentos e, consequentemente, a confiança também deverá ser maior. Neste estágio da vida, já é possível caminhar sozinho na decisão de onde aplicar seu dinheiro. Entretanto, isso não quer dizer que o investidor deva sair comprando qualquer ação”.

7 - Faça um seguro de vida: O melhor momento para obter um seguro de vida é quando a pessoa ainda é jovem e saudável.

Desejo de coração que o (a) leitor (a) faça bom uso das dicas mencionadas acima. Sinta-se à vontade para entrar em contato através do e-mail: [email protected]. Até a próxima.