Família e educação

Claudio Piotto

Professor Pesquisador, Mestre em Educação, Especialista em Planejamento Educacional e Docência do Ensino Superior, Historiador e Pedagogo. Entusiasta da Educação.

Ver artigos

15 de maio: Dia Internacional da Família

Na década de 90 a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu o “Dia Internacional da Família”, a ser celebrado no dia 15 de maio. O objetivo dessa data é fortalecer a importância do núcleo familiar para formação do indivíduo. Esta data traz reflexões para as mudanças que ocorreram nas famílias ao redor do mundo em sua estrutura, que acompanha tendências globais e demográficas. Busca fortalecer e garantir o respeito aos diversos tipos de configurações familiares. A família por uma questão histórica atual é formada por uma reunião de pessoas consanguíneas ou não que dividem histórias, conquistas, alegrias, tristezas, mesmo teto ou não. Família é o respeito mútuo entre pessoas que se relacionam dentro de suas crenças e suas verdades. Esse núcleo é fundamental para formação do cidadão.

A família no tempo

Fazendo um recorte histórico vamos até a pré-história, onde não existia o sentido de família, os agrupamentos ocorriam por aproximação de necessidades para sobrevivência, as crianças nessa época atrapalhavam, principalmente nas longas jornadas atrás de alimentos. Nesse momento a educação das crianças ocorriam por observação e repetição nas ações dos mais velhos. Saindo desse período vamos dar um salto histórico até a idade média, período em que os núcleos familiares tornam-se importantes para manutenção desses núcleos, justamente para que os filhos ajudassem no cultivo dos alimentos e servissem aos propósitos dos senhores feudais. Nesse período a educação escolar estava restrita aos filhos de nobres e aos membros do clero. A formação escolar ocorria nos mosteiros nas áreas de ciências e humanas. Da idade média pulamos para os dias atuais...

A educação escolar hoje? É dos pais!

Então, com certeza esse dilema está em todos os lares que tem crianças e adolescentes, nesse momento a Escola reflete sua importância para milhares de famílias. As necessidades profissionais de uma família passa por ter para seus filhos um local adequado de aprendizagem e desenvolvimento, muitas vezes não percebido no corriqueiro cotidiano, assim também os Professores servem de inspiração para muitos pais nesse momento em que uma rotina estabelecida está quebrada. Aos pais nesse momento seria importante criar algumas rotinas aos seus filhos, principalmente de estudos, seria interessante fazer contato com os Professores e a escola e, se achar necessário, pedir orientações para que a criança ou adolescente não fique em casa sem atividades de leitura, exercícios de todas as matérias do currículo escolar, essa ação também auxiliará as crianças e adolescentes não ficarem entediados em casa ou focados somente no uso das tecnologias, essas servem de aliadas para a realização, inclusive, de muitas atividades, tornando-as mais atrativas e interessantes. A realização de atividades escolares de aprendizagem auxiliará a manter o cérebro ativo, com foco no que foi despertado até o momento, em relação ao aprendizado. Essas atividades podem ser encontradas em sites educacionais gratuitos da internet, nos livros didáticos e outros. Muitas escolas também estarão utilizando a tecnologia para atender os estudantes, como vídeo aulas, web conferências, e-mails, plataformas próprias e plataformas livres de aprendizagem, onde os Professores estarão no sistema home office (podemos dizer, trabalhando em casa), onde a interação é via ferramentas digitais, como já é previsto nos Parâmetros Curriculares Nacionais elaborados pela secretaria de Educação Fundamental do Ministério da Educação (MEC), “saber utilizar diferentes fontes de informação e recursos tecnológicos para adquirir e construir conhecimentos”. O importante é que os alunos tenham suas rotinas de estudos em casa, que deem continuidade diariamente aos estudos. Todo sucesso escolar de um estudante é compartilhado com os familiares que contribuem para isso. Como Professor vejo que nesse momento a soma dos personagens, Família e escola farão a diferença de maneira significativa e positiva para o transcorrer do ano. Novas formas de aprender a apreender. “Ninguém escapa da educação. Em casa, na rua, na igreja ou na escola, de um modo ou de muitos todos nós envolvemos pedaços da vida com ela: para aprender, para ensinar, para aprender-e-ensinar. Para saber, para fazer, para ser ou para conviver, todos os dias misturamos a vida com a educação.” (BRANDÃO, 1985, p. 7)