Progressismo pela anarquia

A J Marchi

Questionamentos evidentes, obviedades improváveis e banalidades incomodas. 

Ver artigos

Tempos estranhos! As pessoas assistem passivamente a todas as ameaças contra sua própria liberdade eximindo-se de contestar, discutir, ou, no mínimo questionar os interesses de grupos políticos e financistas “progressistas” que alardeiam uma “falsa pandemia” utilizando-se do medo e do pânico! Quais interesses, e de onde derivam?

Caso enigmático e obscuro! Um comentário sobre um falso estupro causa a demissão de um jornalista devido a coragem em levantar essa hipótese! Covardia e hipocrisia de “progressistas”.

Situação bizarra! Uma deputada federal transformada em ré por ser a mandante do assassinato do próprio filho adotivo, do qual era sogra e também marido, continua mantida no cargo pelos seus colegas “progressistas” para que não perca a mamata do foro privilegiado!

Grave suspeita! Porque o maior de todos os ladrões, julgado culpado, preso, e sem cumprir a sentença pelo fato de sua soltura ser concedida pelo seu protetor “progressista” da alta corte, e mesmo após vários processos contra ele tramitarem pelas varas federais transformando-o novamente em réu, continua solto?

Difícil acreditar! Pessoas heterossexuais são taxadas por minorias extremistas “progressistas” como homofóbicas.

Anormal e inusitado! Pessoas que acreditam em Deus são discriminadas por minorias radicais “progressistas” como sendo fundamentalistas religiosos.

Inexplicavelmente, pessoas que nascem brancas são discriminadas, agredidas e acusadas como racistas por psicóticos “progressistas”.

Pessoas que não votam para candidatos de esquerda são, de forma ininteligível, acusadas de fascistas por anarquistas que se dizem “progressistas”!

Mundo esdrúxulo! Pessoas que valorizam sua identidade e sua cultura são xingadas de xenófobas por grupos intolerantes que se auto denominam “liberal progressistas”, mas que auto desvalorizam sua própria identidade!

No mínimo surreal! Aqueles que acreditam que o macho e fêmea da espécie Homo Sapiens foram e continuam sendo os responsáveis pela perpetuação da espécie, são classificados por minorias anarquistas e “progressistas”, como misóginos!

Que mundo anômalo, não é mesmo, onde aqueles que desejam ver criminosos na prisão, são chamados de torturadores por esses psicóticos autodenominados “progressistas”!

Esse é o mundo grotesco, insano e desiquilibrado que ninguém deseja para si, mas permite passivamente que aconteça. Um mundo onde a supremacia do mal parece tão infinita quanto a mente vazia de milhões de seres que nada produzem além de consequências imprevisíveis em nome de um “progressismo” às avessas do qual nada sabem, e não procuram saber!