Jaraguá

Ação no centro histórico de Jaraguá chama atenção para o Maio Amarelo

A iniciativa tem a finalidade de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo

18/05/2022

Por

Ação no centro histórico de Jaraguá chama atenção para o Maio Amarelo

F.J. Brugnago

Na manhã de sábado, defronte o Museu da Paz, no centro histórico de Jaraguá do Sul, um grupo de abnegados defensores da paz no trânsito fixou faixas, interpelou pessoas e entregou panfletos sobre embriaguez no volante, com o propósito de refletir dentro do Movimento Maio Amarelo. A iniciativa, que é realizada em todo o Brasil tem a finalidade de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo.

Depois de dois anos – 2020 e 2021 – em que as ações do Movimento Maio Amarelo tiveram que usar a internet, os aplicativos de mensagens instantâneas e as redes sociais para levar a mensagem de um comportamento seguro no trânsito, em 2022, voltou a se encontrar de modo público para o objetivo maior: a conscientização.

Em Jaraguá do Sul, uma das formas encontradas pelo Movimento Marcha do Silêncio, com apoio da Comunidade Terapêutica Novo Amanhã e Polícia Civil foi realizar a ação na Getúlio Vargas com faixas e banners, chamando a atenção para o problema do álcool e suas nefastas consequências. “Temos de insistir nisso porque acidentes com mortes e sequelas continuam acontecendo com muita frequência em nossa cidade, atingindo as famílias”, comentou a líder da Marcha do Silêncio, Sueli Mader.

Mas, não é só no trânsito as consequências do álcool. Na Comunidade Novo Amanhã, por exemplo, pelo menos 40% dos acolhidos são relacionados ao alcoolismo. O grupo que se reuniu no sábado defronte o Museu da Paz entregou panfletos e orientou os passantes para evitar o álcool, haja vista que a conta mais alta e mais amarga fica com os familiares das vítimas e dos dependentes.

Conscientização sobre altos índices de mortes e feridos no trânsito

O mês de maio se veste de amarelo para debater um assunto muito sério: acidentes de trânsito. Criado em 2011 pela Organização das Nações Unidas (ONU), o Movimento Maio Amarelo surgiu para conscientizar a população dos altos índices de mortes e feridos em acidentes de trânsito. Numa ação coordenada entre o Poder Público e a sociedade civil, o Maio Amarelo debate o tema segurança viária e mobiliza órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada para discutir o tema e propor ações com o objetivo de reduzir acidentes de trânsito e evitar mortes.

Segundo informações do Registro Nacional de Acidentes e Estatísticas de Trânsito, da Secretaria Nacional de Trânsito, pasta do Ministério da Infraestrutura, em 2020, foram registrados 632.764 acidentes de trânsito no Brasil, o equivalente a 72 incidentes por hora. Em 2021, foram 11.647 mortes no trânsito, ou seja, a cada dia, 32 pessoas perderam a vida nesse tipo de ocorrência.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x