Sem categoria

Assistente social é presa suspeita de usar cartão social para benefício próprio em Blumenau

De acordo com a Polícia Civil, servidora foi localizada enquanto usava o cartão para fazer compras nesta sexta-feira (4)

06/11/2022

Por

Editora, analista SEO e responsável pelo conteúdo que escreve. Atenta aos conteúdos mais pesquisados do país.

Uma assistente social foi presa nesta sexta-feira (4) suspeita de usar cartões sociais da Prefeitura de Blumenau, no Vale do Itajaí, em benefício próprio. Segundo a Polícia Civil, ela foi presa no momento em que fazia compras com o cartão destinado para famílias carentes do município.

De acordo com a polícia, a denúncia foi feita por funcionários da Prefeitura, que desconfiaram da prática. Conforme as investigações, coordenadas pela Delegacia de Combate ao Crime Organizado (Decor), a servidora se aproveitava da autonomia de fazer os cartões “Blu Suas” às famílias que necessitavam do auxílio e realizava cadastros falsos para si mesma. Depois, ela os usava para fazer compras em supermercados da região.

Os servidores do setor que produzia os cartões encontraram inconsistências nos cadastros e, então, denunciaram o caso.

Ainda segundo a investigação, a mulher também tinha outros cartões que foram obtidos de forma indevida.

Ela foi presa, pelo crime de peculato, nesta sexta-feira, enquanto realizava compras e encaminhada à Central de Plantão Policial. Com ela, também foram apreendidas notas fiscais de supermercados que ela já tinha feito outras compras.

Agora, as investigações sobre o caso continuam para identificar há quanto tempo ela usava os cartões e qual o prejuízo da prática aos cofres públicos. A ação também contou com apoio do Núcleo de Investigação da DRP.

Em nota, a prefeitura informou que foi determinada a abertura de uma sindicância interna para investigar o uso do cartão de benefício emergencial. A informação de que a servidora estava usando o documento de forma indevida foi recebida na quinta-feira (3), data em que um boletim de ocorrência foi registrado.

O administrativo diz, ainda, que um relatório foi encaminhado à Procuradoria Geral do Município, para análise do caso. Por fim, a prefeitura alega que não compactua “com o uso indevido de qualquer benefício” e que a situação é um caso isolado.

“A Prefeitura de Blumenau informa que o prefeito Mário Hildebrandt determinou a abertura de uma sindicância interna para investigar o uso do cartão de benefício emergencial Blusuas. O município recebeu nesta quinta-feira, 3, a informação de que uma servidora estaria ativando e utilizando, de forma indevida, os cartões emergenciais. Diante da denúncia, a Secretaria de Desenvolvimento Social, Semudes, monitorou as ações da servidora, registrando Boletim de Ocorrência junto à Polícia Civil. 

Nesta sexta-feira, 4, o Município, em parceria com a Polícia Civil, rastreou o uso sequencial de cartões para o pagamento de uma compra única, realizada em um supermercado da cidade, confirmando a suspeita de uso indevido e ocasionando na prisão em flagrante da servidora.  

Diante disso, a Semudes também encaminhou um relatório à Procuradoria Geral do Município, para que a mesma possa analisar o fato ocorrido e apurar a responsabilidade da servidora.

Cabe ressaltar que a Prefeitura de Blumenau não compactua com o uso indevido de qualquer tipo de bem público, em especial com o auxílio que deveria atender às famílias em situação de necessidade. O Município ressalta ainda que trata-se de um caso isolado e que não reflete a atuação seria e comprometida dos servidores que atuam na gestão”.

 

Conteúdo original publicado por NSC

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x