Política

Bernadete defende maior participação feminina e diálogo com o Executivo em Corupá

Bernadete Corrêa Hillbrecht, do PSD de Corupá, participou do “JDV em Foco” na transmissão realizada no dia 4 de fevereiro

10/02/2021

Por

Bernadete defende maior participação feminina e diálogo com o Executivo em Corupá

Uma das cinco mulheres vereadoras do Vale do Itapocu, entre 65 parlamentares municipais eleitos em novembro e única mulher a presidir uma Câmara Municipal na região, Bernadete Corrêa Hillbrecht, do PSD de Corupá, participou do “JDV em Foco” na transmissão realizada no dia 4 de fevereiro, quando defendeu uma maior participação feminina na política e que não se limite à cota obrigatória de 30% para a renovação dos parlamentos.

“As mulheres têm muito a oferecer, elas têm outro olhar e podem contribuir com propostas e ideias tanto no Executivo quanto no Legislativo. Não devem ir para uma campanha somente para fazer número e preencher a cota. Tem de estar na linha de frente e acreditar em si. Assim como as mulheres candidatas, as mulheres eleitoras precisam valorizar o gênero e eleger um maior número. Veja que nos sete municípios da região, somos apenas cinco mulheres nas Câmaras de Corupá, Jaraguá do Sul, Schroeder e Guaramirim”, registrou.

Leia mais:

Na eleição de novembro, Bernadete esteve na coligação que apoiou Eliane Cristina Müller (PP).

O PSD, ao qual pertence, é o partido do ex-prefeito João Gottardi, que no seu entendimento deixou a desejar enquanto gestor, por uma série de erros políticos e administrativos cometidos durante o mandato, “mas também teve avanços importantes, em especial na educação, temos de reconhecer isso”, disse.

Na atual composição da Câmara de Vereadores de Corupá, seis partidos estão representados. A sua eleição como presidente da Câmara surpreendeu a área política e ela própria. Bernadete entende que isso é sinal de unidade em prol de Corupá.

“Todos os vereadores têm interesse em ajudar o município, em especial buscando recursos, via emendas, com deputados das suas bases. Esse pensamento é de todos e isso é muito importante. Corupá acima de tudo”, observou.

Embora na oposição, a vereadora e presidente da Câmara disse que fará oposição consciente, no sentido construtivo, com objetivo de ajudar, não fustigar o Executivo, dialogando e buscando as soluções. “As demandas que temos são muito grandes, como na saúde, no social e na infraestrutura, entre outras áreas. O contato com o prefeito Tamanini, secretários e assessores será permanente, esse é o desejo dos nove vereadores, como temos visto até aqui”.

Bernadete Hillbrecht é educadora de formação, mas gestora por méritos, seja na educação, saúde, assistência social e agricultura, em governos anteriores. Ela entende que hoje, a prioridade de Corupá é a saúde, tanto no PA quanto nas unidades básicas. “O PA é prioridade, é o primeiro socorro que o corupaense recebe e se houve necessidade é encaminhado a um dos hospitais de referência”, explicou.

Na Câmara, já foi feito o dever de casa. Conta com quatro servidores efetivos e quatro comissionados. Eram oito e foram suprimidos quatro. “Com isso vai sobrar mais dinheiro para devolver à Prefeitura que fará o encaminhamento às áreas de maior necessidade”, finalizou.

 

Receba as notícias do JDV no seu WhatsApp!

Notícias relacionadas

x