Cultura

Bolsa Cultura vai ajudar a manter tradição do tiro em Jaraguá do Sul

Os editais são exclusivos para alunos e entidades do município

15/04/2021

Por

Jornalista apaixonada por cultura e segurança pública

Bolsa Cultura vai ajudar a manter tradição do tiro em Jaraguá do Sul

A secretaria de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) de Jaraguá do Sul, lançou dois editais de chamamento e credenciamento para o Programa Cultural Incentivando Talentos – Saberes Imateriais, voltados à preservação do tiro esportivo e das festas de rei e rainha. Um dos editais é para o credenciamento para prestação de serviços culturais, das tradições germânicas, inerentes às atividades de difusão e de preservação cultural das tradições da prática de tiro ao alvo, por meio da concessão de bolsas junto ao Programa Bolsa Cultura.

Leia mais

A apresentação dos documentos começa hoje (15) e segue até o dia 16 de maio. Os editais são exclusivos para alunos e entidades de Jaraguá do Sul. A ideia é dar suporte às sociedades e clubes de tiro esportivo que participam da Schützenfest no sentido de que criem em suas sedes escolinhas para a prática do tiro, modalidade chumbinho, sendo necessário que pelo menos cinquenta por cento tenham abaixo de 20 anos.

Uma vez credenciada, a instituição deverá ofertar até 12 bolsas de R$ 150,00 cada, para a prática desportiva. Serão disponibilizadas para este edital até 144 bolsas desta natureza. O valor investido será da ordem de R$ 129.600,00.

A preocupação da Secretaria de Cultura é que com a pandemia e sem as tradicionais competições nas sociedades, as festas de rei e rainha e a Schützenfest, a tradição se perca. “Os mais vividos vão seguir, mas é preciso incentivar os mais jovens para que deem continuidade à tradição. As sociedades, por meio dos mestres dos saberes, que são as pessoas mais velhas, vão ensinar voluntariamente a prática do tiro esportivo, como também a marcha de rei e rainha e todo o belo cerimonial que cerca esta manifestação cultural”, registra o diretor de Cultura, Sidnei Lopes.

A proposta é que a atividade aconteça também no pós pandemia. Os alunos bolsistas devem ter vínculo com as sociedades, preferencialmente filhos de sócios, ou participantes delas. As sociedades terão um aporte financeiro para essa ação, o que ajudará um pouco na sua manutenção, haja vista que desde março do ano passado não tem mais atividades por conta da Covid-19.

O credenciamento junto ao Programa Bolsa Cultural – Incentivando Talentos – Saberes Imateriais, foi uma forma legal de dar apoio às sociedades, com a contrapartida da formação de atiradores e continuidade das tradições germânicas.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x