Trânsito

BR-101 Norte precisa de R$ 2,6 bilhões mostra estudo da Fiesc

Esse conjunto de obras foi amplamente estudado e proposto pelo Grupo Paritário de Trabalho da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

09/09/2020

Por

BR-101 Norte precisa de R$ 2,6 bilhões mostra estudo da Fiesc

Em reunião virtual na sexta-feira, dia 4, com o ministro da Infraestrutura, ANTT, TCU, Arteris e o governador Carlos Moisés, o presidente da Fiesc, Mário Cezar Aguiar, apresentou a publicação Proposta para Garantir a Segurança e a Eficiência do Eixo Litorâneo Catarinense, com medidas de curto, médio e longo prazos para a rodovia

Além de uma solução urgente para a medida cautelar do TCU que suspendeu parte das obras do Contorno Viário de Florianópolis, a BR-101 norte precisa da aprovação de um pacote adicional de obras que totaliza cerca de R$ 2,6 bilhões em investimentos para o trecho que vai de Garuva a Palhoça.

Leia Mais:

Esse conjunto de obras que soma R$ 2,6 bilhões foi amplamente estudado e proposto pelo Grupo Paritário de Trabalho da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e prevê uma série de intervenções, como construção de pontes, túneis, viadutos, ruas laterais, retornos, plano de aumento da capacidade, readequação de trevo, melhoria de acesso, entre outros.

O valor de R$ 2,6 bilhões é de 2014. O valor exato das obras só será possível saber no momento da conclusão dos projetos executivos correspondentes.

“A BR-101 tem uma importância fundamental para Santa Catarina e o País. Somos um Estado industrial e grande parte da economia provém do setor, que responde por 34% dos empregos formais.

Os investimentos devem ser feitos com a maior urgência possível”, afirmou Aguiar, que em sua apresentação destacou um conjunto de propostas para a rodovia, levando em conta o curto, médio e longo prazos.

Notícias relacionadas

x