Educação

Brasil poderá ter “maior banco de dados sobre ensino”, diz ministro da Educação

O MEC aposta na plataforma para avaliar quantos os estudantes aprenderam em determinado período

22/05/2022

Por

Jornalista apaixonada por cultura e segurança pública

Brasil poderá ter “maior banco de dados sobre ensino”, diz ministro da Educação

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Durante a abertura do 1° Fórum de Discussão de Resultados das Avaliações Diagnósticas e Formativa do Ministério da Educação na última quinta-feira (19), o ministro Victor Godoy Vieira disse que acredita que a plataforma Avaliações Diagnósticas e Formativas, cujo objetivo é monitorar a classificar o ensino no Brasil, poderá se tornar “um dos maiores bancos de dados para avaliação da educação básica no mundo” em pouco tempo. 

“Essa ferramenta muito em breve, vai se tornar um dos maiores repositórios de dados de avaliação da educação básica em todo o mundo. E esses frutos representam uma esperança. Esperamos que possamos não só enfrentar os efeitos da pandemia na qualidade da educação brasileira, mas também enfrentar outras deficiências que nós temos na nossa educação”, disse.

A pasta aposta na plataforma para avaliar quantos os estudantes aprenderam em determinado período. 

No ambiente virtual estão disponíveis 579 cadernos de avaliação que compreendem os componentes curriculares de língua portuguesa, matemática, ciências da natureza, língua inglesa, fluência e produção textual. As avaliações correspondem ao primeiro ciclo de 2022 e abrangem todo o ensino fundamental e médio. 

Ainda neste ano, serão disponibilizados quatro ciclos de avaliações diagnósticas e formativas, permitindo o acompanhamento do desempenho dos estudantes bimestralmente e uma melhor organização do trabalho pedagógico das escolas com o objetivo de recuperar as dificuldades de aprendizagem mapeadas pela plataforma.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp! 

Notícias relacionadas

x