Especiais

Calendário Iti Malia é ilustrado por crianças com Down para combater preconceito

O calendário Iti Malia são crianças com a chamada síndrome de Down, que foram fotografadas para estampar o calendário

30/01/2020

Por

Calendário Iti Malia é ilustrado por crianças com Down para combater preconceito

Promover a inclusão e combater o preconceito. Um calendário de 2020 e, em cada mês, uma criança exalando fofura, caracterizada com alguma profissão. E falando nisso, até o nome do calendário é sugestivo, porque leva a expressão que ganhou a internet para as coisas “fofas”: é o calendário Iti Malia. A iniciativa é da Associação de Pais e Amigos da Pessoa com a Trissomia do 21, do estado do Tocantins. São crianças com a chamada síndrome de Down, que foram fotografadas para estampar o calendário. A presidente da associação, Diana Veloso, conta que a ideia surgiu há três anos, de uma das mães.

De lá para cá, elas dividiam os custos entre si e as fotos são feitas por outra mãe, que é fotógrafa. Na edição de 2020, com o tema profissões, a associação teve a ajuda de uma agência, que fez todo o design e impressão do material. A pequena Giovanna, de 5 anos, estampa uma das páginas vestida de dentista, profissão da mãe, Adriana Rabelo, que atribui ao tema das profissões a importância de dar oportunidades.

“A gente quebra um pouco de tabu, de que eles têm algum tipo de limitação, de que eles possam não conseguir alguma coisa. Se a gente estimular, der oportunidade, acredito que qualquer coisa que eles desejam a gente possa conseguir – claro, oferecendo oportunidade e estímulo”. A presidente da associação, Diana Veloso, explica que a verba arrecadada com as vendas vai ser aproveitada para o lançamento oficial da entidade e, também, para levar mais informações às famílias de crianças com a síndrome de Down.

“A primeira arrecadação nós gostaríamos e utilizar para fazer o lançamento oficial da nossa associação, e gostaríamos de trazer um palestrante que chama Alex Duarte, que é um jornalista que fez um documentário sobre as pessoas com a trissomia do 21. E ele traz muito essa questão da importância de oferecer autonomia para as pessoas com a trissomia”. Quem tem interesse em comprar os calendários da associação, pode procurar a sede da Associação de Pais e Amigos da Pessoa com a Trissomia do 21, em Palmas. As vendas à distância podem ser combinadas pela internet, no site da associação T 21.

Fonte: EBC

Notícias relacionadas

x