Especiais

Caminhada pelo Dia da Não Violência contra a Mulher atrai grande público

As ações lembraram das 52 vítimas de feminicídio, homicídio contra a mulher devido à violência doméstica ou discriminação de gênero de Santa Catarina, no período de janeiro a 15 de novembro

03/12/2019

Por

Caminhada pelo Dia da Não Violência contra a Mulher atrai grande público

A região central da cidade foi coberta pela cor lilás na manhã de sábado (30) com mais de 500 pessoas vestidas com a camiseta e portando balões, além de cartazes, para lembrar o Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher, com uma caminhada de sensibilização promovida pela Secretaria de Assistência Social e Habitação, por meio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas). A concentração ocorreu na Praça Ângelo Piazera, com roteiro que seguiu pela Marechal Deodoro da Fonseca, Reinoldo Rau e retorno à praça.

As ações lembraram das 52 vítimas de feminicídio, homicídio contra a mulher devido à violência doméstica ou discriminação de gênero de Santa Catarina, no período de janeiro a 15 de novembro. Cada uma das vítimas de feminicídio no Estado foi lembrada com um sapato confeccionado em madeirite pelos idosos da oficina de marcenaria do Centro de Convivência – com iniciais do nome, idade e cidade onde moravam.

Antes da caminhada rosas foram levadas até os sapatos expostos em lugar de destaque ao lado do palco aos fundos do Museu Municipal. Agora eles estão expostos no Creas de atendimento à mulher, no bairro Nova Brasília. Diversas entidades estavam representadas na caminhada, incluída a Polícia Civil e a Polícia Militar.

O Creas Nova Brasília é a porta de entrada para os casos desta natureza, e atendeu voluntariamente de janeiro até 21 de novembro, 41 mulheres vítimas de violência (física, psicológica, sexual). Fica na Rua José Emmendoerfer, 328, telefone 3371-8445. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas, sem fechar para o almoço.

A caminhada chamou muito a atenção da população circulante no perímetro pré-definido e por alguns minutos parou o trânsito, com orientação da PM. A avaliação dos organizadores foi positiva pela ampla participação e envolvimento da comunidade no movimento.

Notícias relacionadas

x