Gastronomia

Coleta seletiva de resíduos se aproxima dos 60% de adesão em Jaraguá do Sul

Atualmente são 12 cooperativas credenciadas no município e que recebem gratuitamente todo o material reciclável recolhido.

08/06/2020

Por

Coleta seletiva de resíduos se aproxima dos 60% de adesão em Jaraguá do Sul

No último dia 5 foi celebrado duas importantes datas: o Dia Mundial do Meio Ambiente e Nacional da Reciclagem. Em Jaraguá do Sul, a Prefeitura busca deixar o município ecologicamente sustentável, com a participação da comunidade.

A coleta do lixo é de responsabilidade do Samae, autarquia municipal, que mantém, também, o programa de reciclagem de resíduos, onde estima-se que o índice se aproxima de 60 por cento.

Os dados foram levantados com base na contagem populacional por amostragem do IBGE, apontando que Jaraguá do Sul tem uma população estimada em 177.697 habitantes e que a taxa média de habitantes por economia é de 3,17.

Conforme recente balanço do Samae, os índices de reciclagem têm apontado crescimento e engajamento por parte da população.

Leia mais:

A reciclagem partiu de um índice de 7% em fevereiro de 2018 para 26% em dezembro de 2019. De 140 toneladas coletadas mensalmente, o número subiu para 740 toneladas em dezembro último.

Do começo do Programa Saco Verde até abril desse ano foram coletadas mais de 15 mil toneladas de material reciclável, o que equivale a 3,9 mil caminhões baús cheios.

Este volume de materiais movimentou o setor da reciclagem no município e possibilitou o surgimento de seis cooperativas a mais do que existia em 2018, sendo que na época quatro operavam na informalidade e foram conscientizadas a se legalizar.

Atualmente são 12 cooperativas credenciadas e que recebem gratuitamente todo o material reciclável recolhido. Em dois anos, foram mais de 12,3 mil toneladas de recicláveis coletados e destinados às cooperativas, onde trabalham cerca de 120 pessoas.

Cooperativas fazem a separação e dividem os resultados das vendas

As cooperativas recebem os resíduos, sem custo, do Programa Recicla Jaraguá, fazem a triagem e a comercialização destes materiais, e o resultado é dividido entre todos, conforme os critérios do cooperativismo.

O Samae orienta as cooperativas sobre controle financeiro, compras governamentais, utilização de equipamentos de proteção individual, documentação contábil e obrigações trabalhistas.

Também, fiscaliza e faz auditorias mensais em suas documentações, aplicando sanções quando necessário.

Ao mesmo tempo, a equipe de Resíduos Sólidos participa do grupo de trabalho de reciclagem designado por Portaria Municipal e formado ainda pela Fujama, Vigilância Sanitária, Secretarias de Assistência Social e Habitação, Desenvolvimento Econômico, Planejamento e Urbanismo e da Fazenda.

Saco Verde foi o divisor para o sucesso da reciclagem na cidade

O grupo elaborou recentemente relatório onde apontou a existência de pelo menos 50 depósitos de recicláveis considerados clandestinos na ocasião.

“Observamos o Programa Saco Verde como grande incentivador da separação, sendo que foram 125 mil unidades distribuídas por mês em 2018 e, para 2020, temos programada a distribuição de 200 mil sacos verdes por mês, o que deve elevar para 70% o índice de envolvimento da população com a reciclagem”, registra a presidente do Samae, Evânia Duarte Liebl, enfatizando que a separação dos resíduos acaba se revertendo em muitos benefícios para a população e ao meio ambiente.

As palestras, exposições e a divulgação dos dados da coleta seletiva têm contribuído para aumentar o número de pessoas que passam a separar os materiais recicláveis dentro de casa.

Notícias relacionadas

x