Colunas

Coluna: Como escolher um bom ômega 3

Você já pensou em tomar ômega 3 por ter ouvido falar em seus benefícios, mas ficou na dúvida de como escolher um bom ômega 3? Na coluna de hoje vou te ensinar como escolher uma boa fonte de ômega 3.

Nutricionista (CRN10 8435)

Coluna: Como escolher um bom ômega 3

Você já pensou em tomar ômega 3 por ter ouvido falar em seus benefícios, mas ficou na dúvida de como escolher um bom ômega 3?

Na coluna de hoje vou te ensinar como escolher uma boa fonte de ômega 3.

Inicialmente, vamos ver o que é o ômega 3, pois mais importante do que consumi-lo é saber o que ele é e para que ele pode ser útil para o seu organismo. O ômega 3 é um ácido graxo essencial poli-insaturado, muito benéfico para a saúde cardiovascular e cerebral, além de ser um ótimo anti-inflamatório natural.

Possui em sua composição três tipos de ácidos graxos, sendo eles o ácido docosahexaenoico (DHA), o ácido eicosapentaenoico (EPA) e o ácido alfa-linolênico (ALA), que são essenciais, porém nosso organismo não produz e, por isso, precisamos fazer a ingestão através dos alimentos ou da suplementação em cápsulas.

Os alimentos mais conhecidos que contém ômega 3 são os peixes de água salgada, tais como o salmão, o atum e a sardinha, além das sementes como chia e linhaça, e nas algas. Porém, como são alimentos que são pouco consumidos no dia a dia da maioria das pessoas, sua suplementação quase sempre se faz necessária.

Mas você sabe como escolher um bom ômega 3?
É necessário tomar alguns cuidados na hora de comprar um bom ômega 3, caso contrário você vai gastar dinheiro em um produto que não te trará benefícios reais. Portanto, alguns pontos são essenciais, e vou te ensinar a escolher um ômega 3 de qualidade. Vamos lá.

1- Verifique se na composição do ômega 3 contém vitamina E. A vitamina E é um poderoso antioxidante, que tem por função conservar a qualidade do produto;
2- Fique atento em relação a quantidade de EPA e DHA; é recomendado que o suplemento contenha de 400 a 500 mg de DHA e que ao todo totalize, ao menos, 1000 mg na soma do DHA e do EPA;
3- Observe também se na embalagem consta sobre a contaminação de metais pesados como: PCBs, mercúrio e dioxinas. Algumas marcas já sinalizam isso. É recomendado que não contenha metais pesados.
4- Prefira cápsulas que tenham uma liberação intestinal, isso facilita com que você não tenha a volta do gosto, ou caso você não encontre, prefira consumir antes de dormir.
5- Um ômega 3 de qualidade não congela. Então, faça o seguinte teste: abra duas cápsulas e as coloque em um recipiente e leve ao congelador; Se após 5 horas dentro do congelador ele congelar é porquê não possui uma boa qualidade.

6- Para finalizar, vale lembrar que todo e qualquer suplemento (incluindo Ômega 3) deve ser indicado por um médico ou nutricionista. Portanto, apenas estes profissionais poderão lhe recomendar a dosagem correta para sua necessidade (ALA, EPA e/ou DHA).

Lembre-se muitas vezes o barato sai caro, invista em um bom ômega 3.

Para maiores informações entre em contato através do e-mail: fernandasilvestri@hotmail.com

Atenção: esse conteúdo é de caráter informativo. Isso não substitui um acompanhamento com profissional Nutricionista.

Notícias relacionadas

x