Colunas

Coluna: Lula de olho em SC

Nas eleições de 2022, quando Lula da Silva venceu sua primeira eleição presidencial, o PT lançou candidatos a governador em 22 estados

11/03/2022

Por

Nascido em Blumenau, 72 anos, 57 de profissão, incluindo passagens pelo rádio. E em jornais diários como A Notícia (Joinville), Jornal de Santa Catarina (Blumenau) e O Correio do Povo (Jaraguá do Sul)

Nas eleições de 2022, quando Lula da Silva venceu sua primeira eleição presidencial, o PT lançou candidatos a governador em 22 estados. Passados 20 anos, em 2022 o partido terá metade disso, ou menos, mas priorizando alguns embates. Entre eles, por decisão de Lula, Santa Catarina, onde Jair Bolsonaro levou 2.966.242 votos contra 940.724 votos do petista Fernando Haddad. Com pífia performance nas urnas em 2018. Além de precisar de um palanque sólido, o ex-presidente terá na majoritária, o compadre, Décio Lima.

Crença em segundo turno

O PT quer dar a volta por cima acreditando que, com ampla frente de partidos de esquerda, liderados pelo presidente estadual do PT, Décio Lima 460.889 votos m 2018) chegará ao segundo turno, mesmo contra candidaturas de porte como o próprio governador Carlos Moisés (sem partido), Jorginho Mello (PL), e o MDB, por  exemplo, que ainda não homologou seu candidato. PT, PDT, PSB, PSOL, PV, PCdoB, Rede Sustentabilidade e Solidariedade acreditam que podem derrotá-los.

Reeleitos que renunciam

Alexandre Zancanaro (PSD), prefeito de Campos Novos, renunciará no dia 31 de março para se candidatar a deputado estadual. É o quarto prefeito reeleito em 2020 a deixar o mandato para concorrer a outro cargo eletivo. Os outros três, por enquanto, são Gean Loureiro (União Brasil/Florianópolis), Fabrício Oliveira (Podemos/Balneário Camboriú) e Antidio Lunelli (MDB/Jaraguá do Sul).

O PL cresce

Tão importantes são os nove deputados estaduais do MDB para a reeleição de Carlos Moisés (sem partido, ainda), quanto o são os sete deputados da bancada do PL para o senador Jorginho Mello na sua pretensão de ser governador. Com afiliação de Jessé Lopes no início da semana, o PL passa a ser a segunda maior bancada da Assembleia Legislativa. No âmbito federal, Caroline de Toni e Daniel Freitas, eleitos pelo PSL, já estão filiados ao PL.

Jaraguá na Rota do Tiro

A Comissão de Turismo e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa fará audiências públicas para debater a criação da Rota Turística do Tiro envolvendo Joinville, Araquari, Jaraguá do Sul, Pomerode, Timbó, Blumenau, Rio do Sul, Brusque, São José e Florianópolis. O autor da proposta, deputado Sargento Lima (PL), disse que a ideia é resgatar a cultura catarinense dos clubes de caça e tiro, envolvendo a rede hoteleira e o setor de gastronomia do estado. 

Cinco mil empregos

Um projeto ambicioso, que resultará em mais de cinco mil empregos diretos e indiretos, ressaltou o deputado. O parlamentar informou que está conversando com uma empresa do setor bélico do exterior que poderá apoiar a iniciativa. Para Lima, a Rota do Tiro poderá ser implantada no período após as festas de outubro e antes do início da temporada de verão, movimentando o turismo do Estado.

 

Notícias relacionadas

x