Colunas

Coluna: Princípio 2 – Celebrar

“Adultos consumistas formam filhos consumistas”. (Gustavo Cerbasi) […] Importante: “Jamais faça do preço do presente algo mais importante que seu simbolismo”.

05/08/2022

Por

Advogado, inscrito na OAB/SC 37.773. Pós-graduado em Direito Empresarial e Advocacia Societária. Escritor e Consultor de Finanças Pessoais.

Coluna: Princípio 2 – Celebrar

“Adultos consumistas formam filhos consumistas”. (Gustavo Cerbasi)

Caro (a) leitor (a), continuamos nossa jornada. Hoje o princípio a partilhar é: CELEBRAR.

Celebrar: ensine-as que presentes têm significado e, por isso, devem ser dados apenas em ocasiões especiais.

Gustavo nos traz a seguinte reflexão: “Pais e mães presenteiam seus filhos mais do que deveriam. Mais até do que estes esperam, em um primeiro momento. A enorme expectativa das crianças por presentes a cada ida ao shopping, a cada viagem e a cada fim de semana surge quando elas ainda são pequenas. Quando ainda não esperam nada além do carinho e do tempo para matar a saudade dos pais, mas o que recebem é um presente”.

Faço um questionamento ao (a) leitor (a) como você tem se comportado com seus filhos? A resposta é somente sua, mas desejo de coração que faças uma reflexão e dê aos seus filhos o que é mais de importante, o carinho e seu tempo, isto não tem preço.

Cerbasi continua: “No acelerado mundo moderno, repleto de armadilhas de consumo, acreditamos que temos de fazer de cada dia uma celebração. Ótimo! Parabéns àqueles que, por seu grande sucesso profissional, podem torrar dinheiro em eventos e restaurantes quase todos os dias. Mas é uma estupidez quando essa sede de curtir a vida cria rombos na conta bancária ou negligencia a importância de formar reservas financeiras para o futuro. A celebração é importante, mas respeitar o orçamento também é, ou até mais”.

E compartilho com o pensamento do autor de que você deve buscar CRIAR SIGNIFICADO PARA CADA CONQUISTA. Por isso, presentei-os quando houver motivo: uma data festiva, o início das férias, um desempenho acima da média na escola, enfim um motivo que tenha valor. E acima de tudo, lembre-se de usar a criatividade e menos o dinheiro para presentear seus filhos. Importante: “Jamais faça do preço do presente algo mais importante que seu simbolismo”.

Aqui eu faço uma confissão aos meus leitores, quando eu ganhava de presente de aniversário ou de natal ou numa data festiva, um livro de presente do meu pai, do meu avô Amadeus, in memorian, ou do meu tio Wander, o livro tinha grande valor e significado para mim, mas o que mais me encantava e que guardo com carinho até hoje estes livros, são as dedicatórias escritas na primeira página do livro. São palavras e ensinamentos que guardo no meu coração. Fica aqui meu singelo obrigado a estes homens. E aproveito para agradecer a todos os leitores que me acompanham nesta coluna.

Sinta-se à vontade para entrar em contato através do e-mail: cmwatzko@hotmail.com. Também podes entrar em contato através do Whatsapp pelo número (47) 99614-6185, ou me procure nas redes sociais, no Instagram (@cristianomwatzko) e no Linkedin (Cristiano Mahfud Watzko). Até a próxima.

*Nota do Autor: Livro base “Pais inteligentes enriquecem seus filhos” de Gustavo Cerbasi.

Notícias relacionadas

x