Colunas

Coluna: Queda de braço no MDB

A bancada estadual de nove deputados, que defende a data de 15 de fevereiro para a decisão, não quer se afastar do governo agora

23/09/2021

Por

Nascido em Blumenau, 70 anos, 55 de profissão, incluindo passagens pelo rádio. E em jornais diários como A Notícia (Joinville), Jornal de Santa Catarina (Blumenau) e O Correio do Povo (Jaraguá do Sul)

Coluna: Queda de braço no MDB

O conteúdo da conversa mantida durante almoço no início da semana reunindo os três pré-candidatos do MDB ao governo do Estado em 2022- Celso Maldaner, Dario Berger e Antidio Lunelli-  foi sigiloso. Porém, como diria um ex-colunista social catarinense- “em sociedade, tudo se sabe”-, já se sabe que os três vão pressionar para que o indicado seja conhecido até o começo de outubro.  O que obrigaria ao desembarque do governo de Carlos Moisés.

A bancada resiste

A bancada estadual de nove deputados, que defende a data de 15 de fevereiro para a decisão, não quer se afastar do governo agora porque, nas palavras do líder da bancada, Valdir Cobalchini, os prefeitos de suas bases eleitorais “estão sendo muito bem atendidos (pelo governador).” Como todos vão tentar a reeleição, a preocupação é pelos votos.  Este é, de fato, o tal “MDB velho de guerra”. E bota guerra nisso!

Vem aí o BEM

A fusão do DEM e PL vai gerar um novo partido político com 81 deputados federais e 8 senadores. Com direito a R$ 1,6 bilhão do Fundo Eleitoral. O martelo deve ser batido em convenção nacional dos dois partidos no dia 5 de outubro. Uma agência publicitária foi contratada para pesquisar entre os caciques do Democratas e PSL sobre o nome de batismo da nova sigla. Consta que a maioria já decidiu pelo BEM-Brasil em Movimento.

Internet rural

Tramita na Assembleia Legislativa projeto de lei assinado pelo governador Carlos Moisés (sem partido) estimulando as operadoras de internet a levarem a rede de fibra ótica para a zona rural. O incentivo oferecido é o uso gratuito da infraestrutura já existente (postes) que sustentam a rede de transmissão de energia elétrica. Em pleno século 21, dezenas de propriedades rurais de Jaraguá do Sul e região penam com internet precária. Ou nenhuma, até.

Sem modéstia

“Eu tenho um sentimento, imagine você que com toda essa pujante entrega que nós fazemos (obras), se nós tivermos um pouco mais de tempo (um novo mandato), o quanto não vai ganhar Santa Catarina?”. Questionamento do jornalista Marcelo Lula, do site “SC em pauta” ao governador Moisés sobre candidatura à reeleição. Ainda do governador, justificando a presença do MDB, PP e PSD em seu governo. “Grandes partidos estão juntos a favor de Santa Catarina”.

Rodízio no PSL

Devidamente fardado, Rudinei Floriano, subtenente da Polícia Militar de Santa Catarina assumiu vaga na Assembleia Legislativa por 30 dias. Suplente do PSL (Joinville), vai ocupar a cadeira do colega Coronel Mocelin (PSL). O deputado relembrou visita que fez à Assembleia em 1987, quando tinha 12 anos de idade, como parte das atividades da disciplina de Organização Social e Política Brasileira, já defenestrada das escolas brasileiras há quase 20 anos.

Ontem e hoje

A disciplina OSPB foi criada pelo Decreto-Lei nº 869, em 1969 (governo militar) e previa o culto à pátria, aos seus símbolos, tradições e instituições. Floriano defendeu a reinclusão dessa e de outras matérias, como a Educação Moral e Cívica, extinta da grade curricular em 1993 pela Lei 8.663, assinada pelo ex-presidente Itamar Franco. Por não ser considerada (pasmem!) como parte de um regime democrático.

Notícias relacionadas

x