Esportes

Com erro de Andreas Pereira, Flamengo entrega jogo para Palmeiras que fica com a taça da Libertadores

O duelo foi como o Palmeiras gosta de jogar: deixou a bola nos pés do adversário preparando armadilhas para aproveitar os espaços deixados pelos laterais

27/11/2021

Por

Jornalista apaixonada por cultura e segurança pública

Com erro de Andreas Pereira, Flamengo entrega jogo para Palmeiras que fica com a taça da Libertadores

Ettore Chiereguini/AGIF

Emoção não faltou na tarde deste sábado (27) entre Palmeiras e Flamengo na final da Libertadores da América. O duelo que foi para a prorrogação terminou 2 a 1 e a taça ficou com o Verdão.

Os primeiros 45 minutos foram do jeito que o Verdão sonhava e os Rubros-Negros não queriam. 

O Palmeiras deixou a bola nos pés do adversário preparando armadilhas para aproveitar os espaços deixados pelos laterais. 

Aos cinco minutos do primeiro tempo, Gustavo Gómez lançou para Mayke que tocou para Raphael Veiga entrar sozinho na área para finalizar e abrir o placar em Montevidéu. 

O time de Renato Gaúcho encontrou dificuldades para furar o bloqueio palmeirense. 

Apesar dos 63% de posse, a bola passou pouco pelos pés de Arrascaeta e Gabigol, principalmente – quando passou, criou-se a melhor chance do Flamengo, com cruzamento de camisa 9, desvio de Bruno Henrique e finalização de Arrascaeta para grande defesa de Weverton. 

Bruno Henrique ainda teve outras tentativas, mas foi muito bem vigiado por Mayke (talvez o melhor em campo) e Gómez. Defensivamente, um primeiro tempo quase perfeito do Palmeiras.

No segundo tempo, o Flamengo voltou melhor e teve duas chances logo de cara com Gabi Gol –  na primeira ele foi travado por Danilo e Gómez, e na segunda não conseguiu completar desvio de Willian Arão após cobrança de escanteio.

(Foto: Reuters/Agustin Marcarian)

O Palmeiras se manteve fiel ao que implantou desde o início, com uma linha de cinco defensores e deixando a bola com o Rubro-Negro na intermediária. 

O time de Abel conseguiu até dar sustos, como num chute de Rony fora da área que exigiu grande defesa de Diego Alves, mas o time carioca cresceu e passou a ser mais agudo. 

Novamente no ataque, David Luiz fez Weverton operar um quase milagre em chute cara a cara. Pouco depois, Bruno Henrique subiu mais do que Gómez e cabeceou para fora em cobrança de escanteio. 

A entrada de Michael na vaga de Éverton Ribeiro fez o jogo ficar ainda mais concentrado perto da área do Palmeiras – e, chance após chance, o Flamengo conseguiu o empate com Gabigol, que recebeu, se livrou de Mayke e chutou cruzado, no canto de Weverton, para marcar. 

Com o Fla mandando nas ações a partir dali, Michael ainda teve a chance da vitória no tempo normal: recebeu lançamento de Arrascaeta, saiu de Piquerez, mas finalizou torto.

Prorrogação 

Na prorrogação, os times mexeram. Pelo Flamengo saiu Bruno Henrique para a entrada de Kenedy e no Palmeiras saiu Raphael Veiga para entrar Deyerson. 

Após um erro de Andreas Pereira na saída de bola, o atacante que recém entrou em campo, ampliou o placar. 

O Flamengo ainda tentou com Gabigol aos seis minutos e com Matheuzinho aos 13.

No segundo tempo da prorrogação, Renato Gaúcho coloca a força máxima para tentar empatar o jogo: entraram Vitinho e Pedro, mas não adiantou e o placar final não mudou: 2 a 1. 

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp! 

 

Notícias relacionadas

x