Educação

Com rígido protocolo de segurança, alunos voltam às aulas em Jaraguá do Sul

Reportagem do JDV foi conferir como os estudantes se preparam para o retorno presencial após sete meses nas aulas digitais

05/11/2020

Por

Com rígido protocolo de segurança, alunos voltam às aulas em Jaraguá do Sul

Na entrada da escola Municipal de Educação Básica Erich Blosfeld, no bairro Ilha da Figueira, um dispenser para álcool gel aguarda os alunos que chegam na unidade escolar. Ao entrar nas salas, uma equipe de funcionários realizam a aferição de temperatura. Esta é a nova rotina dos alunos e professores que retornaram para as aulas presenciais em Jaraguá do Sul.

O retorno foi possível após o governo de Santa Catarina classificar o município como bandeira laranja no mapa de risco da covid-19. A volta às aulas era um momento aguardado para a estudante, Vitória Cristina Galvão Pellensse.

Leia mais:

“É muito legal poder rever os colegas novamente e estar na escola fazendo as atividades”, comemora a pequena após ficar sete meses realizando os conteúdos pelas plataformas digitais.

Vitória aguardava ansiosamente pelo retorno | Foto: Leonardo Koch

Segundo a secretaria da educação, dos 21 mil alunos matriculados na rede de ensino, sete mil já estão presentes em sala de aula. A reabertura deve ocorrer com um protocolo sanitário rígido para proteger a saúde dos estudantes e colaboradores. As escolas terão que respeitar a limitação de 50% da capacidade das salas de aula.

De acordo com a secretaria de educação, Ivana Atánasio Dias, a convocação dos alunos será gradativa e feita para pessoas que tiveram dificuldades no ensino remoto ou não tiveram acesso à internet.

Essas atividades pedagógicas presenciais já eram feitas desde junho deste ano, mas segundo ela, a diferença agora é que será aumentado o número de alunos convocados.

As aulas online continuarão até o fim do ano para todos os estudantes da educação infantil e ensino fundamental.

”Voltamos em um momento em que os casos estavam aumentando, porém, também percebo que foi uma antecipação para o ano que vem”, analisa Ivana.

Ela alerta que alunos que tiveram com sintomas gripais, os pais devem evitar levá-los para a unidade escolar.

“Se a gente perceber qualquer alteração de temperatura, os familiares serão chamados para buscar a criança. Ela nem entra na sala de aula”, friza a secretaria

Desde que as aulas retornaram, nenhum caso de coronavírus foi confirmado nas escolas do município. Caso algum estudante for diagnosticado, não será realizado a interdição da unidade. Segundo a secretaria de educação, a criança será isolada e as atividades pedagógicas irão continuar normalmente.

Mesmo com todos os protocolos de saúde, muitos pais ainda temem pelo retorno. Para Ivana, não há motivo para pânico.

Notícias relacionadas

x