Sem categoria

Comunidade católica celebra o padroeiro São Sebastião

São Sebastião é o protetor da humanidade contra a fome, a peste e a guerra. Ele foi um mártir dos primeiros séculos da igreja cristã, por professar e não renegar sua fé em Cristo

16/01/2020

Por

Nascido em Blumenau, 70 anos, 55 de profissão, incluindo passagens pelo rádio. E em jornais diários como A Notícia (Joinville), Jornal de Santa Catarina (Blumenau) e O Correio do Povo (Jaraguá do Sul)

Comunidade católica celebra o padroeiro São Sebastião

A Paróquia São Sebastião de Jaraguá do Sul foi criada por decreto de Dom João Becker, Bispo Diocesano de Florianópolis, no dia 31 de julho de 1912. Ela completará 106 anos naquele mês, mas a festa do padroeiro acontece sempre na segunda quinzena de janeiro. Pode ser considerada a “paróquia mãe”, por ter sido a primeira criada na atual Comarca Eclesiástica de Jaraguá do Sul, esta criada faz alguns anos pela Diocese de Joinville.

Hoje, a cidade conta com seis paróquias católicas, incluindo São Francisco de Assis (Centenário), Nossa Senhora Aparecida (Ilha da Figueira), Nossa Senhora do Rosário (Nereu Ramos), São Cristóvão (Amizade) e Nossa Senhora das Graças (Barra do Rio Cerro). No passado, Guaramirim também fazia parte da Paróquia São Sebastião e atualmente conta com três paróquias. As demais cidades da região têm uma cada.

São Sebastião é um santo muito popular e padroeiro do município do Rio de Janeiro, dando seu nome à cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro. Além disso, o dia da batalha coincidiu com o dia do santo, celebrado em 20 de janeiro. São Sebastião é o protetor da humanidade contra a fome, a peste e a guerra. Ele foi um mártir dos primeiros séculos da igreja cristã, por professar e não renegar sua fé em Cristo.

São Sebastião nasceu em Narbona, na França, no ano de 256 da Era Cristã. Ainda jovem, mudou-se com a família para Milão, na Itália, cidade de sua mãe. Alistou-se no exército de Roma e tornou-se o soldado predileto do imperador Diocleciano. Conquistou o posto de comandante da Guarda Pretoriana.

Secretamente, Sebastião converteu-se ao cristianismo e valendo-se do alto posto militar, fazia visitas frequentes aos cristãos presos que aguardavam para serem levados para o Coliseu, onde seriam devorados pelos leões, ou mortos em lutas com os gladiadores. Com palavras de ânimo, e consolo, fazia os prisioneiros acreditarem que seriam salvos da vida após a morte, segundo os princípios do cristianismo.

Celebrações começam hoje com abertura do tríduo

A festa de São Sebastião é no domingo, 19 de janeiro. No entanto, a administração paroquial definiu pela realização de tríduo preparatório, com missas às 19h, a partir de quinta-feira (16), com venda de pastel no encerramento, a R$ 3,00. Na sexta-feira, após a celebração, haverá venda de risoto (R$ 15,00) e no sábado, venda de galeto a R$ 20,00 a unidade.

No domingo, entre as missas das 7h e das 9h30min haverá venda de café, doces e salgados no valor de R$ 3,00 no salão de festas Padre Dehon. A missa festiva acontece às 9h30min e após, venda de churrasco, maionese e salada, entre 11h e 14h, no valor de R$ 28,00. As vendas antecipadas estão acontecendo na secretaria paroquial e com os coordenadores das Pastorais.

Notícias relacionadas

x