Estadual

Deputada estadual Paulinha é expulsa do PDT por infidelidade partidária

Ao colunista político do JDV,  a assessoria de imprensa da deputada disse que “Paulinha não foi notificada”

26/05/2021

Por

Jornalista apaixonada por cultura e segurança pública

Deputada estadual Paulinha é expulsa do PDT por infidelidade partidária

Após reunião na tarde desta quarta-feira (26), com a Executiva Nacional do Partido Democrático Trabalhista (PDT), a direção decidiu, por unanimidade, pela expulsão da deputada estadual Ana Paula da Silva, conhecida como Paulinha, do partido.

Leia mais

De acordo com o partido, a expulsão foi por “infidelidade partidária, após reincidência de casos de descumprimento de decisões partidárias”.

Em entrevista do ND+, o secretário geral do partido, Everton Wandall, disse que a decisão tem relação com a posição da deputada em relação ao governador Carlos Moisés (PSL), ao assumir apoio ao governo.

Conforme Wandall, o PDT orienta o “não alinhamento ao governo Moisés” e Paulinha “foi advertida pela direção estadual que solicitou inclusive que ela não assumisse a liderança do governo”.

Ao colunista político do JDV, Celso Machado, a assessoria de imprensa da deputada disse que “Paulinha não foi notificada. Por isso não irá se pronunciar até ser informada oficialmente pelo PDT nacional”.

Como a decisão foi da executiva nacional, a deputada ainda pode recorrer. Porém, caso confirmada a expulsão, o partido estadual irá pedir o mandato de Paulinha, que deve ficar com a coligação (PC do B, PDT e Podemos) da eleição de 2018.

O primeiro suplente da coligação é César Antônio Valduga, do PC do B de Chapecó.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x