Estadual

Dive confirma duas mortes por reação da vacina contra Covid em Santa Catarina

Os casos foram notificados e investigados pelas equipes de imunização estadual, regional e municipal, com apoio do Ministério da Saúde

15/11/2021

Por

Jornalista apaixonada por cultura e segurança pública

Dive confirma duas mortes por reação da vacina contra Covid em Santa Catarina

Ricardo Wolffenbüttel/Secom

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive) confirmou dois óbitos causados por uma reação rara da vacina contra Covid. 

Conforme o boletim de monitoramento de eventos adversos pós-vacinação, trata-se de um jovem de 28 anos, morador de Blumenau e uma jovem de 27 anos, moradora de Timbó. Ambos tomaram AstraZeneca. 

De acordo com a Dive, os jovens tiveram a Síndrome de Trombose com Trombocitopenia (STT). Os casos foram notificados e investigados pelas equipes de imunização estadual, regional e municipal, com apoio do Ministério da Saúde.

O trabalho de investigação está sendo realizado em todos os 26 Estados e um distrito federal do Brasil. Um boletim com informações atualizadas deve ser divulgado pelo Ministério da Saúde nos próximos dias.

Segundo a Dive, os Eventos Adversos Pós-Vacinação Contra a Covid-19 em Santa Catarina representaram 0,1% do total de doses aplicadas na população catarinense no período de 18 de janeiro a 30 de setembro de 2021. 

Do total de 8.790.520 doses aplicadas nesse período, foram notificados 10.251 casos suspeitos de EAPV em todo o Estado.

Os dados fazem parte do primeiro boletim epidemiológico de monitoramento dos EAPV relacionados à vacina contra a Covid-19 divulgado pela secretaria de  Saúde de Santa Catarina.

Ainda, de acordo com a Dive, os benefícios da vacinação superam os riscos de eventuais eventos adversos, que são considerados raros e em sua grande maioria, leves e com boa evolução.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x