Santa Catarina

Dnit diz na Fiesc que recursos para obras federais estão assegurados

Quanto à duplicação das BRs 470 e 280, Andrade afirmou que há um importante aumento no orçamento de 2023 do Dnit catarinense.

16/06/2023

Por

Estudante da 5ª fase de Design, curiosa por natureza e apaixonada pelo que faz.

O superintendente regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Alysson de Andrade, participou na quarta-feira (14) de reunião da Câmara para Assuntos de Transporte e Logística da Fiesc, representando o ministro dos Transportes, José Renan Calheiros Filho. 

Quanto à duplicação das BRs 470 e 280, Andrade afirmou que há um importante aumento no orçamento de 2023 do Dnit catarinense. A partir dos R$ 938 milhões previstos inicialmente, foram obtidos com a administração federal do órgão recursos adicionais de R$ 482 milhões, totalizando R$ 1,42 bilhão para investimento em manutenção e ampliação das rodovias federais que cortam o Estado. 

Ele estima, assim, que o DNIT deve conseguir quitar as desapropriações para a duplicação BR-470 até o fim de 2024, além de manter o ritmo atual das obras nas duas rodovias. O deputado federal Pedro Uczai, vice-presidente da Frente Parlamentar em Defesa das Estradas e Rodovias, defendeu a previsibilidade orçamentária, eliminando a dependência de emendas parlamentares para a execução das obras. 

O presidente da Fiesc, Mario Cezar de Aguiar, destaca que o orçamento de 2023 apresentado na reunião mostra que há recursos para dar andamento a todas as obras rodoviárias estratégicas, como as BRs 280, 470, 163, 285, 282 e 158, além de recursos para a manutenção das estradas. “Mas, precisamos garantir e torcer para que os recursos previstos sejam aplicados e as obras sejam executadas”, disse.

Ele salienta que, desde já, é preciso pensar no orçamento de 2024 e nos exercícios pós-2024. 

Para Egídio Antônio Martorano, executivo da Câmara para Assuntos de Transporte e Logística da Fiesc, se o Dnit chegar ao fim do ano com a execução de ao menos 80% do valor obtido, obras essenciais, como as duplicações da BRs 470 e 280, estarão em um ritmo muito bom.

 

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp

Notícias relacionadas

x