Geral

Dois homens vão à júri popular nesta terça em Jaraguá

O Tribunal do Júri da Comarca de Jaraguá do Sul vai julgar, nesta terça-feira (9), dois homens acusados de matar e ocultar o corpo de um rapaz após uma desavença ocorrida no bairro Boa Vista, em 2019

08/02/2021

Por

Dois homens vão à júri popular nesta terça em Jaraguá

O Tribunal do Júri da Comarca de Jaraguá do Sul vai julgar, nesta terça-feira (9), dois homens acusados de matar e ocultar o corpo de um rapaz após uma desavença ocorrida no bairro Boa Vista, em abril de 2019. Este julgamento inicia às 9 horas, no Fórum de Jaraguá do Sul e respeitará todas as regras de distanciamento social e as precauções para evitar a disseminação do novo coronavírus, com número limitado de pessoas no salão do júri.

Leia mais:

Mulher que estava desaparecida é encontrada em Jaraguá do Sul

Rota das cachoeiras segue sem data definida para reabertura em Corupá

Crueldade, falta de lar temporário e preconceito são os principais desafios da AJAPRA

 

A sessão de julgamento será presidida pelo juiz Crystian Krautchychyn. Atuará como promotor Márcio Cota. Para defender os réus, estará o advogado constituído Mauro Freitas Gauland.
De acordo com a denúncia formulada pelo Ministério Público, no dia 13 de abril de 2019, os dois réus desferiram diversos e sucessivos golpes na vítima utilizando-se de um pedaço de madeira com uma corrente na extremidade. A vítima teve gravíssimas lesões corporais e também na região da cabeça, sendo esta a causa determinante de sua morte.

Conforme o MP, o homicídio foi praticado por motivo fútil, em decorrência de uma desavença antiga com a vítima, além de emprego de meio cruel, resultando em diversos e sucessivos golpes em região da cabeça. O MP informa que os réus utilizaram-se de recurso que lhe dificultou a defesa, pois o rapaz estava embriagado e foi atacado de forma desproporcional pelos réus, pois encontravam-se armados e em vantagem numérica.
Momentos após o episódio, de acordo com os autos, os dois réus tentaram ocultar o cadáver da vítima carregaram o corpo até um morro, de onde o arremessaram em um matagal. Em seguida, jogaram uma mistura de produtos químicos, consistente em detergente e um pó de coloração branca na vítima, com o objetivo de encobrir os vestígios de sangue existentes naquele local.
Os dois réus estão detidos no Presídio Regional de Jaraguá do Sul desde o episódio.

Receba as notícias do JDV no seu WhatsApp!

Notícias relacionadas

x