Nacional

Dor nas costas foi a segunda causa de afastamentos do trabalho no Brasil

Segundo uma pesquisa realizada pela Fiocruz, as dores nas costas se tornaram mais comuns durante a pandemia

08/12/2021

Por

Dor nas costas foi a segunda causa de afastamentos do trabalho no Brasil

Divulgação / Redes Sociais

Entre janeiro e julho de 2021, mais de 55 mil trabalhadores pediram afastamento do trabalho devido a problemas na coluna. De acordo com o Ministério do Trabalho, esta foi a segunda maior causa de licenças neste ano, perdendo somente para dispensas por Covid 19, que totalizaram no mesmo período mais de 68 mil casos. Em 2018, as dores na coluna ocupavam a quinta posição no ranking de afastamentos computados pelo Ministério do Trabalho.

Segundo uma pesquisa realizada pela Fiocruz, as dores nas costas se tornaram mais comuns durante a pandemia. 41% das pessoas não tinham dores na coluna e passaram a ter. Além disso, 50% das pessoas que possuíam dor crônica tiveram uma piora durante o período de isolamento social e trabalho remoto, decorrente da pandemia de Covid-19.

Um estudo publicado no International Journal of Environmental Research and Public Health, apontou que 23,5% das pessoas em trabalho remoto reclamavam de dores na cervical. Além disso, 41% disseram ter dores na região da lombar.

Um levantamento da Sociedade Brasileira de Coluna (SBC) mostra que o número de cirurgias de coluna no Brasil aumentou 20% nos primeiros nove meses de 2021, em comparação com o mesmo período de 2019, antes da pandemia de Covid-19. Os três principais fatores que contribuíram para a alta de lesões na coluna e nas intervenções cirúrgicas foram o sedentarismo, o ganho de peso e a alteração de humor.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x