Economia

Em um ano preços das passagens aéreas sobem 70%, diz Anac

Em março de 2022, a tarifa média de passagens vendidas para voos domésticos foi de R$ 648

08/06/2022

Por

Em um ano preços das passagens aéreas sobem 70%, diz Anac

Reprodução/TVCA

De acordo com a Agência Nacional de Aviação (Anac), em um ano, os preços das passagens aéreas subiram 70%. Em março de 2022, a tarifa média de passagens vendidas para voos domésticos foi de R$ 648, um aumento médio de 68,6% em comparação com o mesmo mês de 2021.

Entre janeiro e abril de 2019, antes da pandemia, os voos domésticos tiveram quase 31,5 milhões. Nesse período, o número caiu em 2020 e piorou no ano passado. Nos primeiros quatro meses de 2021, o volume de passageiros foi praticamente a metade do registrando período pré-pandemia. Este ano, já houve uma recuperação expressiva: quase 26 milhões de passageiros voaram pelo Brasil.

Segundo a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), a alta do preço do querosene de aviação é um dos principais motivos para o aumente do custo das companhias.

“No ano passado, ainda antes da guerra da Ucrânia, o querosene no Brasil subiu 92% e apenas este ano, entre janeiro e maio, subiu 64,3%, superando de longe a alta da gasolina, do diesel e do gás de cozinha. Este querosene de aviação, como é de conhecimento público, é cobrado em dólares pela Petrobras e este câmbio que também impacta o querosene, impacta leasing, formando metade dos custos da aviação brasileira, portanto, dolarizados. O que acaba no preço do bilhete, configurando nesse momento a situação mais grave que nós vivemos em termos de custos em pelo menos cinco décadas”, explicou Eduardo Sanovicz, presidente da Abear.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x