Geral

Espaço Padre Aloísio é entregue durante ato solene no domingo

De portas abertas agora, o Espaço Padre Aloísio é referência para os devotos na cidade e região em que mais atuou como sacerdote, conselheiro e orientador

19/07/2022

Por

Espaço Padre Aloísio é entregue durante ato solene no domingo

F.J.Brugnago

O domingo, 17 de julho, foi especial, com a realização de quatro missas devocionais pela beatificação do Servo de Deus Padre Aloísio, na Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário, em Nereu Ramos. A celebração eucarística das 15h, que precedeu a inauguração do Espaço Padre Aloísio, foi presidida pelo bispo diocesano Dom Francisco Carlos Bach e contou com as presenças do bispo emérito de Taubaté, Dom Carmo João Rohden, e do arcebispo emérito primaz do Brasil, Dom Murilo Sebastião Ramos Krieger, do Superior Geral dos Padres do Sagrado Coração de Jesus, Carlos Luís Suarez Codorniú (da Espanha, mas residente em Roma), do superior provincial Sildo César da Costa, mais sacerdotes dehonianos e diocesanos e diáconos.

(Foto: F.J.Brugnago)

Autoridades municipais, como o prefeito Jair Franzner, vereador Osmair Gadotti, secretários, doadores e benfeitores se fizeram presentes na missa e no ato inaugural do Espaço Padre Aloísio, ideia nascida em 2019 por meio do Instituto Padre Aloísio, que foi ganhando corpo, depois o projeto e em abril de 2021 o lançamento da pedra fundamental. Um ano e três meses depois, a belíssima obra foi entregue. São cerca de 600 m2 de área construída.

Antes da construção foi reformada a casa onde Padre Aloísio morou durante anos e faleceu, sendo um memorial vivo da sua rica história de fé, de acolhimento, de aconselhamento e de espiritualidade, como lembrou o Padre Léo Heck, presidente do Instituto. Foi feito o agradecimento aos doadores e benfeitores, em especial ao casal Valdemar e Marili Zanotti, que praticamente bancou todo o custo da obra e que ganhou placa como reconhecimento pelo gesto altruísta.

F.J.Brugnago

De portas abertas agora, o Espaço Padre Aloísio é referência para os devotos na cidade e região em que mais atuou como sacerdote, conselheiro e orientador. Os apoiadores foram referenciados durante as falas do Padre Léo e da Irmã Edena Bittencourt, do Instituto mantenedor, que nominaram aqueles que tornaram o sonho em realidade.

O bispo diocesano Dom Francisco Bach abençoou o espaço, junto com os colegas de presbitério durante a visita às instalações. Agora é possível realizar uma melhor acolhida aos romeiros, como também de evangelização, tendo como centro a vida e a obra do Servo de Deus, Padre Aloísio.

F.J.Brugnago

Visita é uma experiência sobre a vida e a espiritualidade do Servo de Deus

A visitação ao Espaço Padre Aloísio inicia pela capela onde está sepultado o Servo de Deus, abrindo caminho para mergulhar na sua história de vida e na sua espiritualidade. Conta também com velário e espaço de agradecimento dos ex-votos pelas graças alcançadas, amplo salão aberto para acolhida dos peregrinos, capela de adoração ao Santíssimo, um memorial com lembranças, utensílios e objetos dele, além da própria sede do Instituto.

(Foto: F.J.Brugnago)

Há, também, uma loja para venda de artigos religiosos e futuramente uma lanchonete para atender os visitantes. O roteiro termina na casa onde Padre Aloísio viveu seus últimos anos. É aonde o devoto faz a experiência mais direta com o Servo de Deus, conhecendo os espaços onde descansava, onde atendia as pessoas e a capela onde junto com as irmãzinhas da Fraternidade Mariana fazia as suas orações e adoração ao Santíssimo Sacramento.

O Espaço, como um todo, é belíssimo em sua arquitetura, acabamento e ajardinamento no entorno. Um local de paz. No ato inaugural se manifestaram, também, a coordenadora da Fraternidade Mariana, Irmã Neide Girolla, o Superior Geral dos Padres do SCJ, Carlos Luís Suarez Codorniú, que conheceu o Padre Aloísio em 1990, em um retiro em Brusque e Jaraguá do Sul, quando se preparava para os votos perpétuos.

(Foto: F.J.Brugnago)

Também o prefeito Jair Franzner e o empresário Valdemar Zanotti, que praticamente assumiu todo o custo da obra. Segundo Zanotti, muitas vezes foi buscar aconselhamento e orientação do Padre Aloísio, por quem tinha uma grande estima.

“Senti que precisava fazer algo pela causa da beatificação do Padre Aloísio. A minha participação não acaba aqui, vou continuar ajudando, podem contar comigo”, disse.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x