Geral

Faça viagens internacionais gastando pouco

Quem não gosta de viajar, não é mesmo? Mas esse é um hobbie apenas para os ricos, certo? Errado! Com uma boa dose de criatividade e com bastante planejamento, você pode ir a qualquer país do mundo e gastar pouco dinheiro, sendo que qualquer pessoa de classe média pode viajar. Pensando nisso, decidimos selecionar algumas dicas de como economizar em viagens internacionais.

10/12/2019

Por

Faça viagens internacionais gastando pouco

1 – VIAJE FORA DE ÉPOCA

Para quem quer economizar, viajar fora de época é sempre a melhor “pedida” para economizar no preço das passagens e até mesmo com os gastos com o país-alvo.

Pra que viajar no natal ou no ano novo? Ou então nas épocas das festividades de tal local? Caso você tenha disponibilidade de viajar em período que compreende os meses de março a maio, ou setembro a novembro, você sairá no lucro.

Afinal, os pontos turísticos estarão lá sempre disponíveis, seja um cassino em Las Vegas parecidos com aqueles do NetBet (jogue agora).

2 – ESTIPULE O MÁXIMO QUE VOCÊ PRETENDE GASTAR

No mundo das finanças, planejar e estipular um teto de gastos é fundamental para você saber enriquecer, e isso vale também para as viagens.

Ao viajar, para que ir no restaurante mais caro e elegante da cidade? As vezes comer em um lugar mais barato ou até mesmo comprar comidas em supermercados sai muito mais barato e não precisa.

Uma garrafa de água na Europa, por exemplo, custa dez vezes mais no restaurante do que no “mercadinho da esquina”. De quebra, muitos países do continente europeu possuem o que chamam de “tap water”, que é água potável que vem da torneira que eles oferecem gratuitamente. Parece pouca a economia, mas nunca devemos subestimar pequenos gastos, e qualquer dinheiro é válido.

O mesmo vale para o transporte público. Você precisa andar de táxi sempre? Provavelmente não! Dá para viajar entre países europeus de ônibus e isso sai bem mais barato, ou até mesmo de trem.  Planeje!

3 – AS TAXAS EXTRAS

É comum que o preço da passagem de avião venha sem as taxas em seu valor, algo que frustra muitas pessoas e, portanto, se preocupe com o preço da passagem. Ás vezes a viagem para um país europeu sai R$ 2.000, só que há mais R$ 500 da taxa de embarque e malas. Portanto, tome cuidado.

4 – APROVEITE CONEXÕES

Essa é uma excelente forma de economizar, já que em muitas viagens internacionais há conexões. Uma viagem para França, por exemplo, pode ter uma estadia de dois dias em Portugal, e você pode aproveitar esses dias para conhecer a cidade, o povo e a cultura local.

5 – NÃO SE HOSPEDE EM HOTEL

Hoje em dia há muitos modos alternativos de se hospedar nas viagens, incluindo o AirBNB ou hostels onde você divide um quarto com várias outras pessoas e isso acaba saindo muito mais barato.Tem pessoas que alugam apartamento por temporada, em especial quando vem em grupo de pessoas, já que assim fica baratinho para cada um.

De acordo com o site Mapa na Mão, o segredo é escolher o que traz o melhor custo-benefício e que satisfaça as suas necessidades: 

“No entanto, onde gostamos mesmo de ficar é em hotéis. Coisa de gente luxenta? (ahahahaa, já ouviste falar nisso?). Que nada, buscamos pesquisar bem e encontrar hotéis com ótimo custo x benefício. Se eu fosse extremamente exigente, chique, luxenta, hahaha, ficaria em hotel ao lado dos pontos mais turísticos da cidade, e em locais luxuosos – sabe, como o Hilton onde nunca passei nem perto, hehehehe. 

Então, tudo é questão de avaliar os teus gostos. Não te importas de compartilhar quarto e banheiro? Procure um hostel ou airbnb. Queres experimentar um apartamento? Beleza, no Booking tem. Agora, nem sempre um hotel será mais caro que um apartamento, por exemplo. Dependendo do número de pessoas, do local e da cidade, o apartamento pode ser até bem mais caro. Então, pesquise as possibilidades.”

6 – FAÇA PROGRAMAS GRATUITOS

Para que gastar dinheiro? É possível se divertir sem precisar por a “mão no bolso”. A capital holandesa, Amsterdã, tem concertos abertos ao público dias de semana, com direito a Orquestrações e relativo luxo; Em Atenas, o monumento de Filopapo também é gratuito e fica apenas a 15 minutos dos portões da Acrópole; Já em Barcelona, na Espanha, a Catedral de Santa Eulália também não tem custo.

A ideia é pesquisar e ter bastante criatividade, já que qualquer país que você vá tem seus programas gratuitos que você pode levar a sua família para tirar fotos, se divertir e não precisa gastar nada.

Notícias relacionadas

x