Geral

Famílias Acolhedoras, um elo de amor e de solidariedade em Jaraguá

Iniciativa esta que levou os profissionais envolvidos a compartilhar sua experiência com outros municípios do Estado e do Brasil

31/08/2021

Por

Famílias Acolhedoras, um elo de amor e de solidariedade em Jaraguá

Instituído em 2007 e com a legislação atualizada em 2018, o Serviço “Famílias Acolhedoras” da secretaria de Assistência Social e Habitação de Jaraguá do Sul é referência nacional no atendimento de crianças e adolescentes em vulnerabilidade social, afastados de suas famílias, por decisão judicial e encaminhados a outros grupos familiares até que sejam reintegrados à família original ou direcionados para adoção. Iniciativa esta que levou os profissionais envolvidos a compartilhar sua experiência com outros municípios do Estado e do Brasil.

Leia mais:

“É hoje um serviço porque nele tanto a criança quanto o adolescente têm a oportunidade de ressignificar sua história de vida e suas relações, de ter um novo modelo de família. Para isso é essencial um ambiente acolhedor onde as suas demandas sejam tratadas de forma individual”, explicou a pedagoga e coordenadora do Abrigo Institucional Mônica Maria Franzner Lescowicz e do Serviço de Acolhimento em Famílias Acolhedoras, Francineide Maria dos Santos Victor.

Para se tornar uma família acolhedora é necessário ser maior de 21 anos, sem restrição de gênero e estado civil, que não façam parte do Cadastro Nacional de Adoção, residentes em Jaraguá do Sul. “Pessoas dispostas a oferecer cuidados, proteção e afeto à criança ou adolescente acolhido”, explica Francineide.

 

Serviço social não parou mesmo no meio da pandemia

 

Atualmente, nove famílias estão cadastradas para este serviço pela Secretaria de Assistência Social, destas, quatro estão acolhendo. O trabalho recebe suporte de uma equipe técnica da pasta, formada por profissionais de Serviço Social e Psicologia. Mesmo durante a pandemia, o trabalho não parou.

“Tanto é que este ano tivemos mais de 15 crianças que passaram pelo serviço. Entre essas, nós tivemos seis crianças que foram encaminhadas para famílias substitutas, ou seja, adoção. Nossa ideia é cadastrar mais famílias para termos mais opções de encaminhamentos para essas crianças”, completou a coordenadora.

 

Entre em contato com a equipe técnica do Serviço de Acolhimento em Famílias Acolhedoras por meio do telefones 3370-5404 (Whatsapp)/3370-8981 ou pelo e-mail familiasacolhedoras@jaraguadosul.sc.gov.br para mais informações.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x