Brasil

Goleiro Martínez vira herói, pega três pênaltis e classifica Argentina para final contra o Brasil

Final da Copa América será contra o Brasil, sábado (10), no Maracanã

07/07/2021

Por

A final que todos esperavam acontecerá no próximo sábado (10), no Maracanã, no Rio de Janeiro. Brasil e Argentina voltam a decidir uma Copa América após 14 anos. A vaga dos hermanos, vieram nos pênaltis, após um empate no tempo normal em 1 a 1. O jogo aconteceu em Brasília, no estádio Mané Garrincha.

Leia mais

Lionel Messi terá mais uma oportunidade de ser campeão pela seleção adulta da Argentina. O camisa 10, como está sendo em todos os jogos da seleção durante todo o torneio, foi o destaque do jogo. Foi dele o passe para o gol de Lautaro Martínez no primeiro tempo. Pelo lado da Colômbia, no seguno tempo, Luís Diaz empatou com um lindo gol.

O jogo começou quente e com poucos segundos de bola rolando, Messi driblou em sequência a zaga colombiana e cruzou para Latauro, mas a bola foi na trave. Aos seis minutos, de novo Messi presenteou Latauro, que com um chute cruzado, colocou a bola no fundo da rede do goleiro Ospina.

Não demorou muito e foi a vez da Colômbia de atacar. Juan Cuadrado chutou e obrigou Emiliano Martínez a sua primeira de uma série de defesas que o consagraria como herói da noite. Com o placar favorável, a Argentina diminuiu o ímpeto e aos 35 minutos, a Colômbia acertou duas bolas na trave com Barrios e Mina. Ainda deu tempo para os argentinos responderem com uma cabeça de Nico Gonzáles, mas Ospina fez uma grande defesa.

No segundo tempo, A Colômbia pressionou demais a Argentina. E um dos responsáveis pela pressão da seleção cafeteira era Luís Diaz, jogador do Porto (Portugal), que aos 16 minutos da etapa final, ganhou na corrida dos zagueiros argentinos e com um toque de classe, empatou o jogo.

Depois do susto, a Argentina teve um pouco mais de toque de bola com a entrada de Di Maria. A pressão argentina surtiu efeito. Aos 27 minutos, o atacante Latauro Martínez perdeu uma chance absurda de ampliar o placar. Aproveitando uma pane da zaga colombiana, Di Maria roubou a bola e tocou para Martinéz que, sem goleiro, teve seu chute defendido por Barrios, que conseguiu tirar a bola em cima da linha.

A Argentina ainda reclamou de um pênalti em cima de Otamendi cometido por Sánchez, mas como o escanteio ainda não tinha sido batido, a bola não estava em jogo. Messi que no segundo tempo, ainda não havia mostrado sua genialidade, teve um chute parado pela trave. E o jogo foi para pênaltis.

Cuadrado pela Colômbia e Messi pela Argentina converteram suas penalidades. O zagueiro Sánchez teve a cobrança defendida pelo argentino Martínez, e De Paul isolou a bola por cima do gol, deixando tudo igual. O goleiro argentino Martínez pegou sua segunda penalidade na cobrança do zagueiro Mina. Na sequência foi a vez de Paredes colocar a Argentina em vantagem. O ex-palmeirense Borja anotou a sua cobrança e provocou o goleiro argentino com uma dancinha. Latauro converteu sua cobrança aumentando a vantagem argentina. Coube ao camisa 10 colombiano, Cardona, que joga no Boca Juniors, a cobrança decisiva. E a estrela do goleiro Martínez brilhou mais uma vez e defendeu sua terceira cobrança, dando a tão sonhada classificação para a Argentina.

No último confronto em uma decisão entre Brasil e Argentina pela Copa América, a seleção canarinho que era comandada por Dunga venceu por 3 a 0. Desde aquela decisão, Messi perdeu três finais pela Argentina – duas derrotas contra o Chile em 2015 e 2016 pela Copa América e uma contra a Alemanha, na Copa do Mundo em 2014.

Ontem, após a vitória da seleção brasileira contra o Peru, Neymar disse que gostaria de enfrentar a Argentina e que tem grandes amigos lá, como Messi, Di Maria e Paredes. Com o mesmo desejo pelo lado da Argentina, quem com certeza sairá vencedor desta decisão é o torcedor que poderá assistir ao maior clássico sul-americano em mais uma decisão continental.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x