Colunas

Grandes colégios eleitorais no Brasil e chance de reeleições em Santa Catarina

Pelo andar da carruagem e a se confirmar percentuais apontados por institutos de pesquisas, três prefeitos dos cinco maiores municípios do Vale do Itapocu serão reeleitos com larga vantagem de votos.

13/11/2020

Por

Nascido em Blumenau, 70 anos, 55 de profissão, incluindo passagens pelo rádio. E em jornais diários como A Notícia (Joinville), Jornal de Santa Catarina (Blumenau) e O Correio do Povo (Jaraguá do Sul)

No domingo (15), 148 milhões de eleitores poderão votar em candidatos a prefeito e vereador em 5.570 municípios.

Entre os que têm mais de 200 mil eleitores, 28 são do estado de São Paulo, incluindo a capital, com 4.851.887 votantes. É o maior colégio eleitoral do país.

Joinville, com 403.526 mil eleitores, destaca-se entre os 40 maiores colégios eleitorais do Brasil.

Nas eleições municipais de 2012, 83 municípios tinham mais de 200 mil eleitores (em SC, Joinville, Florianópolis e Blumenau). Em 2016 eram 92 e agora, quatro anos depois, mais três municípios alcançaram essa marca.

Atualmente, 509.988 (0,33%) brasileiros que moram em outros países são eleitores, mas só podem votar para presidente da república.

Eleitores de Jaraguá do Sul e municípios vizinhos que dependem de ônibus circular para chegar até seus locais de votação no domingo (15) devem ficar atentos para eventual comunicado da Viação Canarinho.

Até ontem (12) a empresa mantinha determinações tomadas desde o retorno do serviço em 8 de setembro. Ou seja, sem ônibus aos domingos.

Reeleições no Vale do Itapocu

Pelo andar da carruagem e a se confirmar percentuais apontados por institutos de pesquisas, três prefeitos dos cinco maiores municípios do Vale do Itapocu serão reeleitos com larga vantagem de votos.

Em Blumenau e Florianópolis, com possibilidade de segundo turno, os atuais prefeitos também lideram as pesquisas. Em Joinville são 15 candidatos, mas só três com reais chances.

Pesquisa proibida

Pesquisa do Instituto Paraná contratada pela NSC em Blumenau teve a divulgação proibida em liminar da Justiça Eleitoral.

Ricardo Alba (PSL), candidato a prefeito, questionou a ausência de documentos comprobatórios. Na pesquisa, o atual prefeito, Mário Hildebrandt (Podemos), aparece com 33,9% da preferência dos eleitores e Alba com 7,2%. Será que isso explica?

O processo de impeachment do governador

Desembargador Ricardo Roesler, presidente do Tribunal Especial de Julgamento do segundo pedido de impeachment, rejeitou requerimento da defesa do governador afastado, Carlos Moisés (PSL) para a inclusão no processo que tramita no tribunal, de relatório da Polícia Federal (PF) sobre investigação da compra de 200 respiradores junto à empresa Veigamed.

A um custo de R$ 33 milhões e inservíveis para pacientes com a COVID 19. Por R$ 33 milhões pagos adiantados sem garantias de entrega. O relatório diz que não há indícios de responsabilidade de Moisés, mas o entendimento é de que foi omisso. Há distinção e autonomia entre as instâncias que apuram a compra dos respiradores e a decisão sobre o impeachment do não está subordinada à conclusão da investigação em outras esferas, defendeu Roesler. 

Coronavírus e irresponsabilidade

O pico da COVID 19 exatamente na semana que antecede as eleições, por conta de muita irresponsabilidade de boa parte da população, não se constitui em novidade para o secretário estadual da Saúde, André Motta Ribeiro.

Que previu com boa antecedência, lá no feriado de 12 de outubro, o que estava para acontecer. “Muita gente está confundindo liberação com regramento e relaxamento social”, disse Motta. E não deu outra.

Novas nomeações

Depois da posse do general da reserva, Ricardo Miranda Aversa, na chefia da Casa Civil, e de Luiz Dagoberto Corrêa Brião, como novo Procurador Geral do Estado, a governadora interina, Daniela Reinher (sem partido) anunciou o coronel PM, Sinval Santos da Silveira Júnior, como o novo chefe da Casa Militar.

E, nessa semana, de uma só canetada exonerou 50 ocupantes de cargos comissionados, entre eles diretores e coordenadores de secretarias, assessores e gerentes de setores.

 

Receba as notícias do JDV no WhatsApp!

Notícias relacionadas

x