Cultura

Grupos folclóricos enriquecem as festas típicas da região

Também teve participação especial na Winterfest, da Sociedade Alvorada, o Grupo Folclórico Neue Heimat Volkstanzgruppe

23/06/2022

Por

Grupos folclóricos enriquecem as festas típicas da região

Ademir Pfiffer

No domingo, 19 de junho, na 32ª. Winterfest, na Sociedade Alvorada, retornou à apresentação ao público, o Grupo Folclórico Grünes Tal, do Rio Cerro II, ligado à Escola de Educação Básica Professor João Romário Moreira, com ricas coreografias folclóricas e trajes simbólicos e com figurinos que representam a região Norte da Alemanha, território de onde partiram os imigrantes com destino ao Brasil, no século 19.

O Grünes Tal participou de todas edições da Festa do Inverno, difundindo o patrimônio folclórico das danças do Hemisfério Norte, fruto do fenômeno da imigração pomerana e alemã, que assentou no Hemisfério Sul, os dois grupos étnicos.

(Foto: Ademir Pfiffer)

A entidade folclórica foi fundada pela ex-diretora Arlete Schwedler, pelo coordenador de danças Carlos César Hoffmann e pela professora Magali Grützmacher.

Atualmente, o grupo segue a trajetória ligada ao Plano de Ação Pedagógica da Escola João Romário Moreira, que conecta a memória da imigração e colonização com as referências folclóricas dos antepassados.

Também teve participação especial na Winterfest, da Sociedade Alvorada, o Grupo Folclórico Neue Heimat Volkstanzgruppe, de Jaraguá do Sul, bairro Vila Lalau. Os folcloristas se apresentaram com traje típico (simbólico) do norte da Alemanha (pomerano), cuja referência está conectada com presença do fenômeno da imigração pomerana, sobretudo no Espírito Santo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Atualmente, o fenômeno está concentrado no Paraná (Marechal Cândido Rondon) e Rondônia (Espigão do Oeste). Com a colaboração do historiador Ademir Pfiffer.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x