Economia

Guaramirim 72 anos: Economia Rural: agricultura, palmáceas e criação de animais

Mesmo com a modernização e a industrialização, Guaramirim possui produção agrícola considerável quando comparada com outros municípios catarinenses

28/08/2021

Por

Guaramirim 72 anos: Economia Rural: agricultura, palmáceas e criação de animais

Mesmo com a modernização e a industrialização, Guaramirim possui produção agrícola considerável quando comparada com outros municípios catarinenses. Entre os destaques estão a produção de banana, maracujá, palmito e uva, de acordo com informações sobre Lavoura Permanente do IBGE Cidades, referentes ao ano de 2019.

Leia mais:

Entre os itens, destaque para a banana em cacho, com produção equivalente a 24.720 toneladas. Na sequência, aparece o Maracujá, com produção de 330 toneladas, seguido pelo Palmito, cuja produção em 2019 totalizou 1.098 toneladas. Por fim a uva, com 30 toneladas colhidas.

Nas Lavouras Temporárias, destaque para a rizicultura, que em 2019 colheu 42.291 toneladas. Na sequência, aparecem a mandioca, o milho e grãos diversos, que juntos ultrapassam duas mil toneladas colhidas.

Voltando ao Palmito, é importante destacar que desde a década de 1990 Guaramirim é a Capital Catarinense da Palmeira Real, título concedido pela Assembleia Legislativa em reconhecimento ao trabalho de produção e cultivo realizados no município, sobretudo de introdução de novas espécies, como a pupunha e a palmeira imperial, em substituição ao palmito juçara, nativo da região, mas cuja extração é proibida.

Já quando o tema é a criação de animais para consumo, Guaramirim se destaca na aquicultura, especificamente de tilápias, com produção superior a 750 mil quilos em 2019, carpas, tilápias, traíras e trairão. Na sequência, aparecem os bovinos, caprinos, equinos, ovinos e suínos. Tem ainda codornas, galináceos e a apicultura, um dos destaques da região. Em 2019, por exemplo, foram produzidos mais de 2.700 quilos de mel.

Texto: Carolina Raquel Veiga.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x