Corupá

IBGE tem 64 vagas não preenchidas para o Censo Demográfico na região

É uma boa oportunidade de emprego e de complementar a renda para quem já é empregado, porque a carga horária é flexível, o IBGE só pede pelo menos 25 horas de trabalho semanal para ter uma produtividade que dê tempo de terminar o Censo

29/07/2022

Por

IBGE tem 64 vagas não preenchidas para o Censo Demográfico na região

Divulgação IBGE/Prefeitura de Aliança (PE)

O Censo Demográfico 2022 começa no dia 1º de agosto, mas o IBGE está com dificuldade de contratação, pelo menos na região. De acordo com informações da Agência de Jaraguá do Sul, em Corupá existem um supervisor e 12 recenseadores contratados, em Guaramirim cinco supervisores e 31 recenseadores, em Schroeder três supervisores e 12 recenseadores, em Massaranduba dois supervisores e 130 recenseadores.

Contudo, nesses municípios, existem 64 vagas em aberto. Corupá tem uma vaga em aberto para supervisor e duas para recenseadores, em Guaramirim faltam 10, em Schroeder 9, em Massaranduba 9 e em Jaraguá do Sul 34.

“Ao todo temos 29 supervisores e 191 recenseadores, mas falta preencher 64 vagas”, informa a Agência do IBGE.

Todos são contratados por meio de Processo Seletivo Simplificado e no momento acabou a lista de candidatos. Por isso saiu um novo PSS para essas vagas.

É uma boa oportunidade de emprego e de complementar a renda para quem já é empregado, porque a carga horária é flexível, o IBGE só pede pelo menos 25 horas de trabalho semanal para ter uma produtividade que dê tempo de terminar o Censo. Os rendimentos são cerca de R$ 2.300,00 por mês para 40 horas semanais, mas pode ganhar muito mais, dependendo da produção.

Contagem populacional 2022 começa dia 1º de agosto

Por cerca de três meses, equipes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) irão às ruas de todo o Brasil para realizar o Censo Demográfico de 2022. O estudo estatístico, que acontece a cada dez anos, estava previsto inicialmente para 2020, mas foi adiado por causa da pandemia de Covid-19 e da falta de recursos para a pesquisa.

A operação está prevista para começar em 1º de agosto, segunda-feira, e terminar apenas em dezembro. No entanto, é esperado que haja mais tempo disponível para a coleta em algumas regiões, devido a dificuldades de acesso e contratempos.

O último Censo do IBGE foi feito em 2010. O Censo 2022 seria realizado em 2020, mas devido à pandemia de Covid-19 e às medidas sanitárias para conter o avanço da transmissão do vírus, foi adiado para o ano seguinte. Em 2021, também não ocorreu, desta vez por falta de recursos.

O Orçamento 2021, sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro, não previu verbas destinadas à realização da pesquisa – a direção do IBGE considerava ideal o valor de R$ 3,4 bilhões.

Inscrições para recenseador vão até segunda-feira

O IBGE está com inscrições abertas até 1º de agosto para o processo seletivo simplificado complementar para recenseador, para o Censo Demográfico 2022. As vagas são de nível fundamental completo e temos vagas em todos os municípios da região de Jaraguá do Sul.

A previsão de contrato é de até 3 meses, podendo ser prorrogado. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até dia 01/08 de forma presencial nos postos de coleta do IBGE ou enviando o formulário através do email: sub.jaraguadosul.sc@ibge.gov.br

(Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

A principal função do recenseador é entrevistar os moradores de cada domicílio da sua região. Como a remuneração é por produção, pode variar dependendo do tempo dedicado e da quantidade de entrevistas feitas, mas estima-se que vai ganhar cerca de 2400 reais para 40 horas semanais.

A jornada de trabalho mínima é de 25 horas semanais com carga horária flexível, e quem participar vai receber um treinamento antes de ir fazer entrevistas.

A seleção será feita por análise curricular, com base na escolaridade e idade os candidatos são classificados.

É uma boa oportunidade de emprego, considerando que o cargo é temporário e a carga horária é flexível.

Cerca de 255 recenseadores identificados vão às ruas

A partir de 1º de agosto, segunda-feira, cerca de 255 recenseadores iniciam as visitas aos domicílios em Jaraguá do Sul, Corupá, Massaranduba, Schroeder e Guaramirim. A agência local do IBGE alerta que os entrevistadores estarão sempre portando colete do IBGE, estarão com o aparelho de pesquisa do IBGE – o DMC – e com crachá. Com isso podemos conferir a identidade do recenseador no número 0800 721 8181, pelo site respondendo.ibge.gov.br ou através do QR Code presente na matrícula dos recenseadores.

As entrevistas são presenciais e o recenseador vai voltar pelo menos quatro vezes em horários e dias alternados para fazer a entrevista com algum dos moradores. Porém, é possível também responder por telefone ou pela internet. A coleta vai ser realizada de 1º de agosto a 31 de outubro de 2022.

(Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasill)

Outro apelo do IBGE é para que a população atenda o recenseador, haja vista que a pesquisa é muito importante para todos.

“Em apenas 5 a 15 minutos, dependendo do tipo de questionário, você vai estar contribuindo para gerar informações muito valiosas para o planejamento do Município e do País. É com base nos resultados do Censo que sabemos qual é a população, a pirâmide etária, os padrões de vida de cada bairro das cidades e, com isso, mapear onde pode ser melhor investir em creches, escolas, hospitais e outros”.

Todas as informações são sigilosas e servem unicamente para estatístico. O sigilo das informações é garantido por lei federal.

PNAD mostra que população abaixo de 30 anos está reduzindo

A população do Brasil está mais velha. Entre 2012 e 2021, o número de pessoas abaixo de 30 anos de idade no país caiu 5,4%, enquanto houve aumento em todos os grupos acima dessa faixa etária no período. Com isso, pessoas de 30 anos ou mais passaram a representar 56,1% da população total em 2021. Esse percentual era de 50,1% em 2012, início da série histórica da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua – Características Gerais dos Moradores. Os dados foram divulgados no dia 22 pelo IBGE.

A população total do país foi estimada em 212,7 milhões em 2021, o que representa um aumento de 7,6% ante 2012. Nesse período, a parcela de pessoas com 60 anos ou mais saltou de 11,3% para 14,7% da população. Em números absolutos, esse grupo etário passou de 22,3 milhões para 31,2 milhões, crescendo 39,8% no período.

“Os dados mostram a queda de participação da população abaixo de 30 anos e, também, dessa população em termos absolutos. Essa queda é um reflexo da acentuada diminuição da fecundidade que vem ocorrendo no país nas últimas décadas e que já foi mostrada em outras pesquisas do IBGE”, observa o analista da pesquisa, Gustavo Fontes.

O número de pessoas abaixo de 30 anos no país passou de 98,7 milhões, em 2012, para 93,3 milhões, no ano passado.

Mulheres são 51,1% da população do país

Em 2021, as mulheres representavam 51,1% da população do país, totalizando 108,7 milhões, enquanto os homens correspondiam a 48,9% (103,9 milhões). Em dez anos, não houve diferença significativa nessas participações.

A razão de sexo, quociente entre o número de pessoas do sexo masculino e do feminino, indicou a existência de 95,6 homens para cada 100 mulheres residentes no país. Esse número é similar ao verificado em 2012. Mas há diferenças regionais: o Norte é a única região em que há maior concentração de homens (102,3 para cada 100 mulheres). No Nordeste, há a maior participação feminina (93,9 homens para cada 100 mulheres).

Há uma tendência de queda da razão de sexo com o aumento da idade. Entre as pessoas de 25 a 29 anos, o número de homens e mulheres era similar: cada um representava 4,0% da população total. Mas a proporção de mulheres era superior à dos homens em todos os grupos de idade a partir de 30 anos. Na faixa de 60 anos ou mais, eram 78,8 homens para cada 100 mulheres.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x