Economia

INSS vai começar a ligar para segurados que aguardam perícia

Para agilizar esse contato com o cidadão, a Central de Atendimento 135 vai mudar de número.

25/09/2023

Por

Estudante da 5ª fase de Design, curiosa por natureza e apaixonada pelo que faz.

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) começa nesta segunda-feira a ligar para os segurados que estejam aguardando, há mais de 45 dias, pela perícia médica para concessão de benefício por incapacidade temporária, o antigo auxílio-doença. A iniciativa é para antecipar o benefício por meio do Atestmed, que é a análise documental realizada pelo INSS para a concessão do Benefício e assim diminuir as filas de quem aguarda a perícia.

Para agilizar esse contato com o cidadão, a Central de Atendimento 135 vai mudar de número. Agora o número (11) 2135-0135 vai aparecer na tela de chamada de quem receber a ligação quando o INSS ligar para remarcar atendimento ou para confirmar ou antecipar agendamento de perícia médica ou avaliação social.

Mas o Ministério da Previdência Social faz uma série de alertas para que ninguém caia em golpes através do serviço. Esse novo número (11) 2135-0135 não recebe chamada telefônica e não tem WhatsApp.  Quando o contato for feito através deste número, o INSS em nenhum momento vai solicitar ao segurado número de documentos, foto para comprovar a biometria facial, número de conta corrente ou senha bancária. É o INSS que informa os dados não o contrário. O Instituto reforça que somente liga para o segurado para antecipar atendimento, remarcar consulta, dar informação sobre requerimento, entre outros serviços.

Caso o cidadão fique em dúvida se deve atender a ligação ou ache que é vítima de golpe, basta fazer uma chamada gratuita para o número 135. O número do SMS da Central 135 continua sendo o 28041. O horário de atendimento é de segunda a sábado das 7h às 22h, horário de Brasília. Mas o atendimento eletrônico ocorre 24h por dia, todos os dias da semana.

Atualmente, a fila de pedidos que precisam passar por perícia médica para concessão do benefício está em 1,1 milhão de pessoas. Sendo distribuída em: 627 mil perícias médicas iniciais, 250 mil avaliações de exames para Benefício de Prestação Continuada (BPC) para pessoa com deficiência, e 300 mil de outras perícias.

 

Fonte: agenciabrasil

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? Participe do nosso grupo de WhatsApp ou Telegram!

Siga nosso canal no youtube também @JDVDigital

Notícias relacionadas

x