Colunas

Jair Bolsonaro tem agenda confirmada para amanhã (6) em Joinville

Empresários de Jaraguá do Sul participam do encontro que tem número restrito de convidados

05/08/2021

Por

Nascido em Blumenau, 70 anos, 55 de profissão, incluindo passagens pelo rádio. E em jornais diários como A Notícia (Joinville), Jornal de Santa Catarina (Blumenau) e O Correio do Povo (Jaraguá do Sul)

Cobrando a duplicação

Presidente Jair Bolsonaro tem agenda confirmada para amanhã (6) em Joinville. E, finalmente, saberá (caso se der ao trabalho de ouvir e ler) da agonia vivenciada pelos usuários da BR-280 onde as obras de duplicação já se arrastam por cerca de sete anos.

E sem qualquer prazo de conclusão, nem mesmo para o trecho entre a BR-101 e Guaramirim. Empresários de Jaraguá do Sul, além do prefeito Antídio Lunelli (MDB) e o vice, Jair Franzner (MDB), que também são empresários, participam do encontro que tem número restrito de convidados.

“Precisamos da BR-280”

Segundo Célio Bayer, vice-presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina para a região da Amvali, o foco é a infraestrutura. “A BR-280 é a pauta principal. Não só o trecho da BR-101 a Guaramirim, mas também do contorno viário (Guaramirim, Schroeder e Jaraguá do Sul) e o acesso ao porto de São Francisco do Sul”, observou Bayer. De Joinville, Bolsonaro segue para Florianópolis onde, no sábado (7) tem encontro como motociclistas para mais uma motociata.

A verba para a 470

“O governador pediu autorização, a Assembleia concordou, a bancada federal é favorável, os senadores Esperidião Amin (PP) e Dário Berger (MDB) apoiaram, mas um dos senadores é contra. Está havendo disputa política com contornos pré-eleitorais, pondo em risco todos os moradores do Vale do Itajaí”. O discurso é do deputado Ricardo Alba (PSL/Blumenau).

Não disse o nome, e nem precisava. O outro senador é Jorginho Mello (PL), candidato a govenador. Alba aludia aos R$ 200 milhões que o Estado liberou para a duplicação da BR-470 no trecho Navegantes/Blumenau.

Disputa é pelo voto

O Ministério da Infraestrutura quer fatiar o recurso em quatro partes de R$ 50 milhões, inviabilizando a conclusão do primeiro trecho ainda em 2021. Em defesa de Mello partiu o deputado Ivan Naatz (PL/Blumenau).

“Inventaram um factoide para dizer que tem disputa política na BR-470, não tem. O governo do Estado é que tem de ter competência para dizer onde colocará o dinheiro. O governador que vá a Brasília”, ironizou Naatz, inimigo declarado de Carlos Moisés (sem partido). Que, por sua vez, é apoiado incondicionalmente por Alba.

Audiência para resolver

No dia 17 haverá audiência pública em Brasília para se pôr um fim à discussão. Mas, sem um consenso, o total de R$ 350 milhões disponibilizados pelo Estado (também para outras rodovias) poderão ter outro destino, tirando do papel um projeto habitacional que nunca esteve entre as prioridades do governador Carlos Moisés: a construção de 300 mil casas populares. Quanto às rodovias federais, seguimos ignorados olimpicamente no caso da 280. Para a qual o Estado destinou míseros R$ 50 milhões.

O PTB cresce

Presidente nacional do PTB, – ex-deputado Roberto Jefferson (RJ), virá a Florianópolis no dia 21 de agosto. Em Santa Catarina, o partido tem o deputado (também presidente o diretório estadual) Kennedy Nunes (Joinville), eleito em 2018 pelo PSD e apenas quatro vereadores. Mas logo deverá ter a filiação dos deputados estaduais Felipe Estevão (PSL) e Ana Caroline Campagnolo (PSL). Kennedy é candidato a senador.

Sem tornozeleira

Tribunal de Justiça decidiu revogar algumas medidas cautelares aplicadas ao ex-chefe da Casa Civil do Estado, Douglas Boba. Entre elas o uso de tornozeleira eletrônica. Borba e outros agentes públicos foram indiciados em inquérito que apura a compra fraudulenta dos 200 respiradores pulmonares pelo preço de R$ 33 milhões pagos adiantado e nunca entregues. Em breve, o Ministério Público deve concluir as investigações.

Notícias relacionadas

x