Saúde

Jaraguá do Sul tem resultados positivos no enfrentamento ao coronavírus

Dos 129 casos atualmente, apenas 18 precisaram de atendimento hospitalar

03/06/2020

Por

Jaraguá do Sul tem resultados positivos no enfrentamento ao coronavírus

A Secretaria de Saúde de Jaraguá do Sul avaliou como positivo o enfrentamento ao coronavírus na cidade até o momento. O aumento do número de casos era esperado com maior número de testagem. O secretário Alceu Moretti atribui o sucesso na luta contra a covid-19 à criação do Comitê de Combate ao Coronavírus,  desde a notícia dos primeiros casos de coronavírus no País, segundo ele, a iniciativa foi fundamental para que as ações tomadas até o momento fossem eficientes.

O comitê, presidido pela chefe de Gabinete Emanuela Wolff, é formado por profissionais de várias áreas da Administração Municipal, profissionais de saúde pública, privada, de segurança, Defesa Civil, entre outros. “Nos reunimos sempre antes de tomar ações importantes. Todas as decisões para enfrentar o coronavírus em Jaraguá partiram dessas reuniões. E essas ações auxiliaram muito na saúde e prevenção da nossa população”, afirma Moretti. 

Leia mais:

Conheça a equipe do Comitê de Combate ao Coronavírus em Jaraguá

Schroeder tem 12 casos de covid-19

Jazz Band Elite completa 29 anos de muita música em Corupá

Você trabalha na área cultural? Jaraguá do Sul quer te conhecer

Um número que chama a atenção é a baixa necessidade de atendimento nos hospitais da cidade comparada ao número total de confirmados com o coronavírus. Os números da última segunda-feira (1°) apontavam para 129 casos confirmados com covid-19. Porém, apenas 18 pessoas, ou 13% desse total, precisaram de atendimento hospitalar. Isso evidencia um bom trabalho de base na área da saúde, com acompanhamento por telefone e teleconsultas, atendimento específico para o covid no Pama 1, para que o paciente possa se tratar em casa, caso não tenha complicações. Outro ponto positivo é que se evitam novas contaminações quando o paciente não precisa ir até o hospital.

“Temos taxas de ocupação hospitalar menores que quase todas as regiões. Isso devido às atitudes do poder público, setor privado e da população tomadas desde o início da pandemia. Mas precisamos continuar com todo esse trabalho. Repito: precisamos continuar. Nossa preocupação é manter baixos os números de internações hospitalares e, em especial, nos leitos de UTI. Para isso, o trabalho feito individualmente tem que se manter: usar a máscara, manter o distanciamento social, lavar as mãos com frequência, usar o álcool em gel, ficar em casa o máximo possível”, reforça o secretário de Saúde.

* Com informações da Assessoria de Imprensa da prefeitura

Notícias relacionadas

x