Estadual

Jaraguá entra com ação para mudar matriz de risco

A partir do protocolo, o Estado tem 72 horas para se manifestar. 

23/09/2020

Por

Jaraguá entra com ação para mudar matriz de risco

O Município de Jaraguá do Sul protocolou uma Ação Civil Pública na noite de segunda-feira (21) para que o grau de risco seja fixado sem considerar a região Nordeste do Estado. O Município considera o uso dos números locais, que estão entre os melhores do Estado, sejam considerados para a definição do grau de risco e a liberação de atividades por ora suspensas, como utilização de parques, liberação de esportes coletivos e outros.

Segundo o Procurador Geral, Benedito Carlos Noronha, a medida busca relativizar algumas situações. A partir do protocolo, o Estado tem 72 horas para se manifestar. Jaraguá do Sul está incluída na região Nordeste, onde Joinville, a maior cidade do Estado, tem inúmeros casos e está classificada como gravíssima.

Leia mais:

Moisés convoca reunião para que ocupantes de cargos de confiança manifestem apoio a seu governo

Governo de SC estabelece regras para retorno gradual e monitorado de congressos, museus, feiras e exposições

Terceira subestação rebaixadora da Celesc, em Guaramirim ficou para 2024

Joinville, por ser a cidade mais populosa, por consequência tem mais casos, mas acaba elevando o grau de risco para uma série de cidades que estão com o quadro controlado, como é o caso de Jaraguá do Sul.

Na última semana, por exemplo, registrou 141 casos de Covid, 14 casos a menos em comparação com a semana anterior. Os atendimentos nas unidades de saúde relacionados à Covid também caíram, foram 487, 41 a menos que na anterior.

Outra realidade que sustenta a Ação Civil Pública é a menor incidência de letalidade entre os 13 municípios com maior população de Santa Catarina. A ocupação das UTIs e enfermarias também está baixa.

Notícias relacionadas

x