Geral

Jaraguá registrou 57 acidentes com animais peçonhentos em 2019

Em média 40% das ocorrências acontecem no verão

24/06/2020

Por

Jaraguá registrou 57 acidentes com animais peçonhentos em 2019

A Secretaria de Saúde da Prefeitura de Jaraguá do Sul, por meio do setor de Controle e Fiscalização de Zoonoses, faz um alerta para os cuidados que a população deve ter com animais peçonhentos como cobras, aranhas e escorpiões.

Normalmente, o período em que são registrados acidentes é durante o verão. Em média 40% das ocorrências acontecem nesta estação. 

Leia mais:

No entanto, no inverno alguns animais, como cobras por exemplo, procuram áreas mais fechadas e aquecidas para se abrigar. 

“Isso pode acontecer sim. Esta semana, atendemos o chamado sobre duas cobras que foram encontradas dentro de tijolos. Felizmente eram da espécie dormideira que não são venenosas. Mas, mesmo assim, é preciso ficar atento principalmente se vai mexer com pilhas de madeira, tijolos ou telhas”, destaca o biólogo da Fujama, Christian Raboch Lempek.

O mesmo cuidado vale para escorpiões e aranhas que também procuram esses locais para se abrigarem.

Já o recolhimento de escorpiões é feito pela equipe de fiscalização e zoonoses. Em 2019, Jaraguá do Sul, registrou cerca de 12 acidentes com cobras, 44 com aranhas e um com escorpião, totalizando 57 acidentes com animais peçonhentos, mas sem nenhum óbito.

Christian Lempek lembra que, mesmo estes animais sendo peçonhentos, representam uma importância fundamental para o equilíbrio do ecossistema. Por isso, tanto técnicos da Fujama (durante a semana) como os Bombeiros Voluntários (sábados, domingos e feriados) devem ser acionados pelo 193 para o resgate destes animais. 

Notícias relacionadas

x