Geral

Jaraguá tem cadastro em três frentes para a compra de vacinas

Junto a Fecam, foi solicitado 60 mil doses da Sputnik V, para as quais os recursos já estão assegurados

09/03/2021

Por

Jaraguá tem cadastro em três frentes para a compra de vacinas

A compra direta de vacinas Sputnik V, fabricada na Rússia, por municípios catarinenses poderá garantir cerca de 3 milhões de doses em curto prazo. A informação é do presidente da Fecam, Clenilton Pereira, com entrega em curto prazo a partir da oficialização. Cerca de 180 municípios já manifestaram interesse na aquisição.

Jaraguá do Sul também. O prefeito Antídio Aleixo Lunelli informa que na semana passada foram concluídos os cadastros em três diferentes frentes para a compra de vacinas pela Prefeitura de Jaraguá do Sul. Junto a Fecam, foi solicitado 60 mil doses da Sputnik V, para as quais os recursos já estão assegurados.

O município também está incluído no consórcio que está sendo formado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP) e no Movimento Unidos pela Vacina. Por ora, todas as doses disponíveis estão sendo vendidas ao governo federal, mas a compra direta já é permitida por decisão do Supremo Tribunal Federal – STF.

Projeto de lei aprovado esta semana na Câmara dos Deputados e no Senado também permite a compra por estados e municípios. A vacina Sputnik V aguarda aval da Anvisa para ter seu uso permitido no país.

O consórcio da Frente Nacional dos Prefeitos tem adesão fechada de 1.703 prefeituras, sendo 26 de Santa Catarina, onde Jaraguá do Sul se inclui. Juntas, representam 125 milhões de habitantes.

Já o Movimento Unidos pela Vacina é formado por um grupo de empresários liderados por Luiza Trajano, do Magazine Luiza, que tem meta de vacinar todos os brasileiros até setembro.

Leia mais:

Morre o advogado Romeo Piazera Júnior

Vereadores aprovam recursos para mais 10 leitos de UTI Covid-19 em Jaraguá

Hospital e maternidade Jaraguá está com vagas abertas em 19 áreas

Município toma novas medidas ao enfrentamento da Covid-19

O recrudescimento da Covid-19, com a falta de leitos de enfermaria e de UTI exclusivos para a doença, tem preocupado as autoridades, como ficou demonstrado na transmissão realizada na noite de domingo pelo Comitê Extraordinário para o Combate ao Coronavírus, que está completando um ano de acompanhamento e fazendo os ajustes necessários e tomando decisões para frear o contágio, como também ampliando os esforços junto aos hospitais para aumentar a oferta de leitos.

A preocupação é que cada vez mais pessoas jovens estão sendo contagiadas, internadas e até mesmo intubadas. O médico Rodrigo Ferreira de Souza, integrante do Comitê, diz que é preciso fazer a avaliação precoce, sempre que houver suspeita de Covid, para evitar o comprometimento do quadro clínico. Quanto à prescrição, essa cabe exclusivamente ao médico, que dará o tratamento adequado para cada situação.

Rodrigo comentou que as equipes estão exaustas, mas continuam dando o melhor de cada uma para superar essa fase difícil da pandemia. Da parte do município, todos os esforços estão acontecendo. Ontem (8), a Câmara de Vereadores realizou sessão extraordinária pela manhã para aprovar recursos para a abertura de mais 10 leitos de UTI, sendo que cinco deles devem ser ativados esta semana e os demais, até o início da próxima.

Duas alas do Hospital São José estão sendo preparados para permitir a instalação dos leitos de UTI Covid Adulto, pela Prefeitura. Existe espaços nos hospitais da cidade, mas a preocupação é com os recursos humanos, que são os profissionais da saúde para dar o suporte às 24 horas do dia.

Neste sentido, a Prefeitura deve liberar, via convênio, médicos, enfermeiros e demais profissionais do seu quadro para atuar no hospital, diante da dificuldade de contratação de mão-de-obra especializada. “É uma operação de guerra”, observa o secretário de Saúde, Alceu Moretti.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x