Educação

JDV Educação Massaranduba: Histórias e Memórias!

Como aconteceu a colonização em Massaranduba?

25/08/2021

Por

JDV Educação Massaranduba: Histórias e Memórias!

Os imigrantes italianos

Como já vimos, os alemães foram os primeiros colonizadores a chegar em nossas terras. E como aconteceu a colonização italiana em Massaranduba?

Os primeiros imigrantes italianos chegaram à Região Alta do município em 1877. Essa região pertencia primeiramente à Colônia Luiz Alves, sendo distrito de Itajaí mais tarde. A região da Campinha também recebeu a chegada de italianos posteriormente.

Leia mais:

A cultura italiana é muito presente no município até hoje por meio de diversas manifestações e também o Gemellaggio. E você sabe o que é o Gemellaggio? Buscando um significado para o termo temos “cidades irmãs”. De forma resumida pode-se dizer que é um intercâmbio social, cultural, econômico, turístico e territorial, formalizado em 1º de setembro de 2011 entre Massaranduba e cinco municípios italianos do Valle del Biois, província de Belluno, região de onde vieram os primeiros imigrantes italianos de nossa região.

A Imigração Polonesa

Após a chegada dos imigrantes italianos, foi a vez dos poloneses iniciarem a colonização de nossas terras. A presença dos primeiros poloneses pode ser registrada em 1890, na comunidade do Braço do Norte e seus entornos. Mais tarde outras regiões do município receberam imigrantes da Polônia também.

Mesmo depois de tantos anos após a chegada dos primeiros imigrantes, a tradição polonesa se mantém viva principalmente em missas celebradas no idioma, com coral polonês e grupo de dança, tendo como maior festa a Polski Festyn. Nessa festa são servidos pratos típicos da culinária polonesa, com destaque para o pierogi e a kiska.

A imagem abaixo se refere a uma comemoração de Natal da Comunidade do Braço do Norte, em 1961, em frente à Igreja Nossa Senhora do Rosário, construída em 1908, sendo a mais antiga de Massaranduba.

O ensino do italiano nas escolas

A reunião coordenada pelo presidente da Comissão Pró-Gemellaggio, José Valdir Ronchi, no dia 14 de agosto, no 2º Braço do Norte, teve como um dos objetivos discutir estratégias para o fortalecimento da cultura italiana no município. A secretária de Educação, Cultura, Esporte e Turismo, Diva Spezia Ranghetti, comentou do projeto que será realizado na Escola Alto Luiz Alves, com o ensino da língua italiana a todos os estudantes desde a pré-escola, uma vez que o estabelecimento tem ensino em tempo integral e se localiza em uma região de colonização predominantemente italiana. A secretária ressaltou a importância de realizar aulas com base na conversação, uma vez que os filhos podem dialogar com os pais e avós em italiano em casa também.

Outro assunto comentado foi a importância dos mais jovens conhecerem a origem de suas famílias, bem como os hábitos e costumes antigos. Nesse sentido a escola faz o seu papel de incentivadora na busca por essas informações com trabalhos de pesquisa, por exemplo, com pessoas mais velhas. O objetivo é despertar o interesse dos mais jovens, independente da etnia, por meio do conhecimento da cultura de seus antepassados.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!C

Notícias relacionadas

x